Quinta, 20 de setembro de 201820/9/2018
86 9.9458-5206
Claro
23º
23º
38º
Teresina - PI
Erro ao processar!
EMPRESAS DIVERSA POSIÇÃO 1 - AGOSTO 2018
GERAL
Correios: sindicatos anunciam greve; parte das agências funcionou
Federações de trabalhadores informam que adesão chega a mais de 20 estados e DF. Estatal diz que paralisação é parcial e ainda não tem reflexos nos serviços de atendimento.
Jessica Kelly
Postada em 13/03/2018 às 10h07 - atualizada em 13/03/2018 às 11h30
Correios: sindicatos anunciam greve; parte das agências funcionou

Trabalhadores dos Correios entram em greve em Alagoas (Foto: Marcos Rolemberg/G1)

Fncionários dos Correios aderiram à greve por tempo indeterminado em 20 estados e no Distrito Federal. A paralisação, que começou na noite de domingo (11), é parcial – parte das agências abriu – e atinge tanto os setores de atendimento como de distribuição.


Segundo os Correios, o movimento dos funcionários ainda não teve reflexos nos serviços de atendimento. Alguns centros de distribuição e agências abriram nesta segunda-feira (12).


De acordo com balanço da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) e da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect), houve adesão ao movimento em vários estados brasileiros


Reflexo nos serviços


Os Correios afirmaram que a paralisação está concentrada na área de distribuição, e que levantamento parcial realizado na manhã desta segunda mostrou que 87,15% do efetivo total no país estava presente e trabalhando. Isso corresponde a 92.212 empregados, número apurado por meio de sistema eletrônico de presença.


Os Correios informaram ainda que no último fim de semana colocaram em prática o Plano de Continuidade de Negócios, de forma preventiva, para minimizar os impactos à população.


As agências franqueadas não estão participando da greve, mas elas representam cerca de 15% do total.


Reivindicações


Entre as razões para a greve estão plano de carreira e retirada de benefícios. Veja abaixo:


- alterações no Plano de Cargos, Carreiras e Salários


- cobrança de mensalidades e retirada de dependentes do plano de saúde


- suspensão de férias a partir de abril para carteiros, atendentes e operadores de cargas


- redução da carga horária e do salário de funcionários da área administrativa


- extinção do cargo de operador de triagem e transbordo (responsável pelo processo de tratamento e encaminhamento de cartas e encomendas)


- fechamento de mais de 2.500 agências próprias por todo o Brasil


- não realização de concurso público desde 2011 e planos de demissão voluntária que reduziram o número de funcionários

FONTE: G1
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium