domingo, 23 de setembro de 201823/9/2018
86 9.9458-5206
Parcialmente nublado
23º
28º
37º
Teresina - PI
Erro ao processar!
EMPRESAS DIVERSA POSIÇÃO 1 - AGOSTO 2018
Direto de Teresina
Direto de Teresina

Notícias de Teresina Piauí.

SAÚDE
H1N1: FMS confirma 29 casos registrados em 2018 em Teresina
FMS diz que 29.300 novas doses da vacina chegaram.
Redação
Postada em 08/05/2018 às 18h31 - atualizada em 10/05/2018 às 08h49
H1N1: FMS confirma 29 casos registrados em 2018 em Teresina

FMS (Imagem: Reprodução)

Teresina registrou 29 casos de gripe H1N1 desde janeiro deste ano, dos quais 14 foram de síndrome gripal (sem complicações) e 15 de síndrome respiratória aguda grave. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (08) pela Fundação Municipal de Saúde (FMS).


De acordo com a FMS, 29.300 novas doses da vacina contra Influenza chegaram ontem, segunda-feira (07). Ainda durante a tarde, as vacinas foram distribuídas nas salas de vacina das unidades de saúde: Hospital do Parque Piauí, UBS Três Andares, UBS São João, UBS Piçarreira, UBS Karla Ivana, UBS Adelino Matos, UBS Mocambinho, Hospital do Buenos Aires e Hospital da Primavera. Durante o dia de hoje (08), as demais salas de vacina da capital estão sendo reabastecidas.


Próximo sábado, dia 12 de maio, será o Dia D da Campanha de Vacinação contra a Gripe. A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, pede que todos aqueles que fazem parte do público alvo compareçam ao posto de saúde mais próximo para garantir sua dose, uma vez que se tratam de grupos de risco com tendência a complicações que levam à síndrome respiratória aguda grave. “As vacinas são bastante seguras, não sendo encontradas evidências de que causem eventos sistêmicos graves”, afirma.


A vacina protege contra os vírus influenza tipo B, A H1N1 e A H3N2. Fazem parte dos grupos prioritários os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, as gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. 


Morte por suspeita de H1N1


No domingo (06), o empresário Luís Machado de Albuquerque, de 48 anos, morreu com suspeita de vírus H1N1, em um hospital particular na zona Leste de Teresina. Luís Machado, primo do médico Gilberto Albuquerque, diretor-geral do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), era casado e tinha três filhos.


Com informações da FMS e do Meio Norte

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

Redação
Redação

Redação

Piauí - PI
86 9-9458-5206
www.canal121.com.br

Publicidade

Publicidade

diversas 1
Facebook

Publicidade

Publicidade

nem motos segunda posição

Publicidade

Publicidade

DIVERSAS

Publicidade

Publicidade

Enquete

Nenhuma enquete cadastrada.

Publicidade

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium