Quarta, 20 de março de 201920/3/2019
86 9.9458-5206
Erro ao processar!
Erro ao processar!
DIVERSAS - FEVEREIRO 2019
Cinema e Tecnologia
Cinema e Tecnologia

Rafael Gomes

ENTRETENIMENTO
Bird Box | Entenda o verdadeiro significado do longa
Diretora explica que a produção é uma metáfora sobre a maternidade.
Rafael Gomes
Postada em 05/01/2019 às 11h05
Bird Box | Entenda o verdadeiro significado do longa

(Imagem: Divulgação-Netflix)

Bird Box pegou todo mundo de surpresa no final do ano e os fãs começaram a especular sobre os possíveis significados do novo longa da Netflix. A produção estrelada por Sandra Bullock e dirigida por Susanne Bier pode ser interpretada de diversas maneiras, mas a cineasta acredita que a principal mensagem da produção envolve a personagem principal e seus filhos.


O longa mostra uma sociedade que é aterrorizada por uma entidade maligna que faz as pessoas sentirem vontade de se matar ao vê-la. O papel vivido por Bullock, Malorie, precisa colocar uma venda para salvar seus filhos e sua relação com as crianças é completamente diferente da que é tradicionalmente retratada no cinema. A mãe é vista como uma pessoa autoritária e muito mais severa, pois a ideia da diretora era mostrar um outro lado da maternidade. 


“Acredito que a maternidade é muitas vezes definida pelos homens e por muitos anos ela foi automaticamente apresentada como algo cuidadoso, calmo, agradável, ameno. Existem várias coisas que fazem parte da nossa visão ideal de maternidade, mas sempre imaginei ser algo muito mais complexo, muito mais feroz”, explicou a diretora em entrevista à Variety.


Enquanto está grávida, Malorie não sente o instinto materno e, apesar de querer defender seu filho de qualquer maneira dos monstros, ela não se conecta o suficiente com suas crianças e os chama apenas de “garoto” e “garota”. Porém, ao fim do longa, há um momento onde Malorie precisa transformar a maneira de como trata seus filhos para sobreviver e, para diretora, essa mudança fala sobre entender o que envolve ser mãe. “Ela começa como uma mulher que está relutante com a gravidez – ela não consegue lidar com a gravidez, mas tem ainda mais dificuldade de lidar com o mundo. E então ela passa por um momento de loucura e por algumas coisas horríveis e, no fim, ela consegue abraçar a maternidade e, de certa maneira, abraçar a vida”, completou.


Ao fim, a diretora explica que Malorie entende que ser inflexível e difícil com seus filhos pode ser prejudicial às crianças, pois ela acaba ignorando coisas que eles precisam. “Ela acabou com os sonhos das crianças e acabou fazendo isso com sigo mesma. Esse é um erro que ela meio que pede desculpa”, finalizou sobre a metáfora do longa.

FONTE: Omelete
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium