Quarta, 20 de março de 201920/3/2019
86 9.9458-5206
Erro ao processar!
Erro ao processar!
DIVERSAS - FEVEREIRO 2019
GERAL
Wellington Dias determina envio de agentes penitenciários para ataques no CE
Secretário de Justiça afirmou que é uma operação integrada.
Redação
Postada em 06/01/2019 às 05h04 - atualizada em 06/01/2019 às 20h39
Wellington Dias determina envio de agentes penitenciários para ataques no CE

Crédito: Ascom)

O governador Wellington Dias (PT) determinou o envio de 20 agentes penitenciários do Piauí, podendo enviar mais 10 se houver necessidade, para atuar, em conjunto com a Força Nacional e agentes penitenciários da Bahia e Pernambuco, no combate aos ataques feitos por criminosos e à violência no Ceará.


O futuro secretário estadual de Segurança Pública, deputado federal Fábio Abreu (PR), informou que os 20 agentes penitenciários piauienses ajudarão no controle dos presídios cearenses. O secretário estadual de Justiça, Daniel Oliveira, disse que a operação é uma ação de inteligência integrada.


Os ataques criminosos no Ceará continuaram pelo quarto dia seguido com ações principalmente a prédios públicos e privados, delegacias, agências bancárias e ônibus.


A decisão de Wellington Dias foi tomada na noite de sexta-feira (04/01), quando o governador se reuniu com equipe de órgãos de segurança do Poder Executivo para dar encaminhamento a unificação da segurança pública estadual. Nos próximos dias cada órgão deverá apresentar minutas de termos de cooperação para integrar a segurança em todo o estado e implantar um sistema modelo de classificação de risco.


As propostas dos órgãos das diferentes experiências na área da segurança reúnem a área civil de investigação, sistema penitenciário, parte ostensiva de prevenção e bombeiros. O objetivo é criar um sistema de classificação de risco para todas as áreas da segurança, a exemplo do que ocorre na área da Saúde e da Educação. Políticas, recursos e profissionais direcionados e especializados do ponto de vista de baixo médio e alto risco para a segurança da sociedade.


“Na educação há uma divisão entre o fundamental, o médio e o superior. Na saúde a atenção básica, baixa, média e alta complexidade. Se tivermos um sistema organizado de tal maneira na área da segurança, acredito que daremos uma resposta mais efetiva a essa demanda”, explicou Dias.


O governador Wellington Dias acredita que mesmo com os avanços dos últimos anos, que fizeram com que o Piauí alcançasse o 5º lugar entre os estados mais seguros do Brasil, é necessário dar uma resposta mais integrada aos problemas da segurança pública.



A proposta, que será encaminhada a Assembleia Legislativa Estadual em fevereiro, ainda será discutida em conjunto com o Judiciário, Ministério Público, Defensoria e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). “Estamos preparando algo inovador, o objetivo agora é ter, até a próxima semana, as minutas dos termos de cooperação, de projeto e de decretos. Queremos apresentar, dialogar e trocar ideias e melhorar com todos os três poderes e chegar na Alepi para aprovar e por uma condição melhor de execução por parte do Estado”, declarou o governador.


O secretário Daniel Oliveira aponta que o sistema de classificação vem sendo experimentado no sistema penitenciário. “Já estamos nessa linha desde o ano de 2018 ainda em fase experimental. Teremos novas nomeações de agentes penitenciários e com a inauguração de uma nova unidade prisional (Cadeia Pública de Altos) neste primeiro semestre garantiremos todo este ciclo com unidades adequadas para o perfil do preso: baixo, médio e alto risco”, pontuou.


Com informações do MN

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium