Quarta, 30 de Setembro de 2020
86 9.9458-5206
Política Em Brasília

Jonas Moura pede apoio contra extinção de municípios a senadores

O presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM) entregou estudo tratando sobre prejuízos da extinção.

13/02/2020 18h50 Atualizada há 7 meses
Por: Redação
Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

O presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Jonas Moura, prefeito de Água Branca, reuniu-se, em Brasília-DF, com os senadores piauienses, Ciro Nogueira (PP), Elmano Férrer (Podemos) e Marcelo Castro (MDB), para entregar estudo organizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) tratando sobre os problemas que podem ser ocasionados caso seja aprovada a extinção de municípios prevista na Proposta de Emenda à Constituição 188/2019, conhecida como PEC do Pacto Federativo.

A proposta, enviada pelo Governo Federal ao Congresso, tramita na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal e prevê que sejam extintos os municípios com menos de 5 mil habitantes que não possuam pelos menos 10% de sua receita provenientes do ISS, IPTU e ITBI. De acordo com a Confederação Nacional de Municípios, dos 1.252 municípios brasileiros com população inferior a 5 mil habitantes, 1.217 não atingem, hoje, o índice mínimo estipulado pela emenda para permanecerem existindo de forma autônoma.

No Piauí, a aprovação da proposta ocasionaria a extinção de 75 municípios, segundo o estudo da CNM. O presidente Jonas Moura observa que a medida representa perdas de R$ 7 bilhões anuais na arrecadação de 1.820 localidades envolvidas. “Essa proposta não tem cabimento, pois traz grandes prejuízos financeiros e graves impactos sociais à população brasileira. Além disso, juridicamente, ela não respeita a autonomia dos municípios. Temos, portanto, desde o ano passado, dialogado com o Congresso para que não aprove essa medida”, assinala.

Fonte: APPM

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias