FUNERÁRIA NOVA VIDA - TOPO
TJR - AUTO PEÇAS - TERESINA PIAUÍ
TERIM - TOPO
BANNER DA INTERNET - SÃO GONÇALO 2
RC MOTOS - BARRO DURO - REGIS
MANOS GRÁFICA - TOPO
GR GÁS E ÁGUA - SÃO GONÇALO DO PIAUÍ - GASPAR
DROGARIA ALTO - SÃO PEDRO DO PIAUÍ
CALÇADEIRA PÉ QUENTE
CANAL 121 - TOPO
DROGARIA ALTO - SÃO PEDRO DO PIAUÍ
Investimentos

Governador se reúne com presidentes do TJ e Alepi e anuncia investimentos contra o coronavírus

O objetivo da reunião foi discutir as medidas preventivas de combate ao novo coronavírus adotadas no Piauí.

Piauí

PiauíNotícias do Piauí

23/03/2020 17h21Atualizado há 2 semanas
Por: Redação

O governador Wellington Dias se reuniu, nesta segunda-feira (23), por meio de videoconferência, com o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), Sebastião Martins; presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Abelardo Vilanova; presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Themístocles Filho; procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Piauí (MP-PI), Carmelina Moura; defensor público geral, Erisvaldo Marques; superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Stenio Pires; presidente Associação Piauiense de Município (APPM), Jonas Moura; secretários de Estado de Governo, Osmar Júnior, da Saúde, Florentino Neto; e coordenador de Comunicação, Allisson Bacelar.

O objetivo da reunião foi discutir as medidas preventivas de combate ao novo coronavírus adotadas no Piauí. O chefe do executivo estadual apresentou a situação atual do estado, que, até este domingo (22), possui seis casos confirmados, 117 suspeitos, 92 descartados e 215 notificados.

“O objetivo é manter os serviços essenciais funcionando, evitando ao máximo a contaminação. Nossa aposta é que, se não entrar ninguém com o vírus aqui no Piauí, conseguiremos controlar. O lado bom é que temos ainda poucos casos no estado, devemos ter mais nos próximos dias, mas mantemos um mapa de controle no estado”, colocou Wellington Dias.

O governador também destacou que serão aplicadas vacinas de prevenção de outros vírus e doenças para os profissionais de saúde, pessoas com mais de 60 anos ou em áreas de risco de contaminação. “As Unidades Básicas de Saúde (UBS) são a porta principal de procura com assistência, por isso iremos realizar a campanha de vacinação. Isso vai ajudar muito a reduzir a procura pelos hospitais”, disse.

Uma das importantes ações do Governo do Estado é a ampliação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais por todo o Piauí. “Temos uma rede de Atenção Intermediária, são leitos hospitalares espalhados em todo o estado para esse fim. Temos ainda UTIs e salas de estabilização, são, aproximadamente, 450 UTIs e estamos ampliando esse número, além de contar com o apoio da rede hoteleira, que está à disposição, caso tenha uma necessidade”, frisou Wellington Dias.

O presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), Sebastião Martins, afirmou que o Poder Judiciário também está fazendo a sua parte no combate ao coronavírus. “O TJ está trabalhando em regime de plantão extraordinário, em consonância com as determinações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio do trabalho remoto, graças ao nosso Processo Judicial eletrônico (PJe), uma grande conquista para nós. Estamos acompanhando todas as medidas tomadas pelo Governo do Estado e quero parabenizar, sobretudo, o secretário Florentino Neto pelas medidas tomadas com rapidez e celeridade”, elogiou.

Para a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Piauí (MP-PI), Carmelina Moura, as medidas são duras, mas necessárias. “As medidas que estão sendo adotadas são importantíssimas, são duras, mas necessárias e estão acontecendo na hora certa, com muita precaução. O Ministério Público do Estado do Piauí, desde a semana passada, está em trabalho remoto justamente porque entendemos da nossa responsabilidade como gestores de adotar medidas para evitar a circulação de pessoas nesse momento inicial, isso é fundamental para a proteção da nossa vida. Estamos trabalhando, diuturnamente, na capital e interior. Esse canal aberto de troca de informações com o Governo do Estado é importante para que as atuações e ações fiquem uniformes para todo o estado”, destacou a gestora.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Themístocles Filho, a Alepi está realizando suas sessões online para que as votações de projetos não parem. “A Assembleia está fazendo suas sessões online e por meio de TV Assembleia. Nesse momento, o mais importante é salvar vidas, mas sem causar pânico, por isso todos devemos nos unir e agir com muita cautela. Hoje, vamos votar os projetos do Executivo e amanhã (24) os projetos dos parlamentares, todos voltados em ações para amenizar esse problema do coronavírus no nosso estado”, pontuou o presidente.

O defensor público geral, Erisvaldo Marques, falou sobre as ações adotadas na Defensoria Pública do Piauí e a demonstrou uma preocupação com as pessoas em situação de rua. “A defensoria já vinha se preparando para esse momento há uns 20 dias, solicitamos aos defensores e a parte administrativa para trabalhar remoto. A nossa grande preocupação são as pessoas mais vulneráveis, desde então viemos alertando para algumas situações e recomendações, por isso disponibilizamos cerca de 15 números de telefones e e-mails para que a população possa entrar em contato com a Defensoria. Estamos ainda fazendo vídeos orientativos, sem causar pânico, mas mostrando a gravidade da situação e a necessidade da prevenção. Então, há essa preocupação com as pessoas em situação de rua, sobre os albergues e restaurante popular”, questionou o defensor.

Acerca dessas colocações, o governador ressaltou que a vice-governadora, Regina Sousa, assim como o secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos, Zé Santana, tomando as medidas necessárias nesta área, acompanhando caso a caso. “Quanto ao restaurante popular, a forma que encontramos para não parar de funcionar foi o fornecimento de quentinhas às pessoas”, afirmou.

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE) também adotou medidas para continuar funcionando remotamente. “No âmbito do Tribunal de Contas, já tomamos algumas medidas, já que nosso público é bem específico, o gestor vai continuar apresentando suas prestações de contas por meio de protocolo de forma eletrônica”, declarou.

Segundo o superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Stenio Pires, a PRF está intensificando os trabalhos nas rodovias, além da fiscalização, a fim de reduzir acidentes e, consequentemente a demanda nos hospitais. “Também está sendo feito o mapeamento da chegada de ônibus e estamos informando às Secretaria de Saúde e Segurança Pública”, afirmou o superintendente.

UTIs
De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, o plano de contingência, criado antecipadamente permitiu que o Estado pudesse adotar as medidas implementadas até o momento. “As medidas são de prevenção, de contenção e de preparação para a assistência. É um fato novo para a saúde, nossos profissionais têm se debruçado. Dessa experiência, duas instituições foram criadas e tem nos auxiliado muito: o sistema de informações de vigilância em saúde, que está congregando todas as informações; e o outro é o Comitê de Operações de Emergências”, ressaltou.

O gestor acrescentou que já está sendo feita a ampliação dos leitos de UTI. “Dentre as medidas elencadas temos 460 leitos clínicos à disposição para o tratamento relativo à Covid-19, e temos 100 leitos de UTI exclusivos, por isso o Governo do Estado está fazendo um esforço para a aquisição de mais 100 leitos de UTI, desses, vamos instalar 20 no HGV, dez na Maternidade Evangelina Rosa, dez no Hospital Infantil Lucídio Portela, dez no Natan Portela, dez no Hospital da Polícia Militar, dez em Picos, vamos ampliar a capacidade de Parnaíba e Floriano em mais cinco leitos, em São Raimundo Nonato e Bom Jesus vamos instalar dez leitos em cada cidade”, pontuou Florentino.

Trabalho em conjunto
Wellington Dias finalizou reiterando que todos devem trabalhar juntos. “Precisamos trabalhar juntos. É importante que tenhamos sintonia por esse objetivo maior. Há as divergências, a autonomia de cada órgão. Com base no que aconteceu em outros países e o que acontece no Brasil, estimamos que, entre o dia 10 e 30 de abril, haja um crescimento de casos suspeitos e confirmados, que a situação atinja um pico. Mas se tivermos, um controle interno, teremos chance de já estabilizar em maio e garantir em junho de sairmos dessa crise”, prevê.