Sexta, 07 de Agosto de 2020
86 9.9458-5206
Política & Economia Coronavírus

Taxa de transmissão atinge o menor índice no Piauí e reforça retomada

Pesquisa aponta que o Piauí alcançou a marca de 416 mil infectados, porém, a taxa de transmissibilidade caiu para 0,86 e o ritmo de crescimento diminuiu.

02/07/2020 13h30 Atualizada há 1 mês
Por: Diogo Costa
Governador Wellington Dias (PT) — Foto: CCOM
Governador Wellington Dias (PT) — Foto: CCOM

O Piauí registrou, na 8ª etapa da pesquisa sorológica que busca casos de coronavírus no estado, o menor aumento desde o início da pesquisa, em abril. A taxa de aumento de uma semana para outra (do dia 20 para o dia 27), foi de 23%. Segundo o governador Wellington Dias (PT), isso dá segurança para o retorno das atividades econômicas no estado. Ao todo, a pesquisa estima que no estado haja 416 mil pessoas contaminadas.

"A diminuição da taxa de transmissão é o que nos dá confiança para esse retorno", declarou o governador. A previsão é de que o isolamento social seja flexibilizado a partir do próximo dia 6, com retorno de algumas atividades econômicas, seguindo protocolos de saúde.

Segundo a pesquisa, que teve os dados apresentados pelo médico João Batista Teles, a taxa de crescimento que foi de 23% nesta rodada, já chegou a ser de mais de 150% de uma semana para outra. Para ele, o número é positivo e indica a adesão das pessoas às recomendações de isolamento social. Contudo, ele destacou que é importante que as pessoas mantenham os hábitos.

"Nos alenta essa fase da pesquisa, que mostra que em breve poderemos ter o R0 [taxa de transmissão entre pessoas] controlado ou reduzido. O que essa pesquisa tinha que concluir era que se a população tiver consciência da importância de sua ação na pandemia, em fazer o que tem que ser feito, do uso de máscara, álcool em gel, de lavar as mãos, cuidado em casa, com as roupas, usando a água sanitária, podemos manter essa taxa para que a vida de todos voltem ao normal", disse.

Segurança para o retorno

O governador disse que a pesquisa ajudará ainda a definir regiões do estado com alto, médio e baixo risco para o sistema de saúde, de forma que o poder público possa desenvolver estratégias para reforçar leitos de UTI e clínicos, como preparação para o retorno da economia.

"Então teremos condição de, com protocolo, retornar na segunda-feira (6) as áreas da construção civil e correlatas, na semana seguinte, dia 13, o comércio automotivo, e assim com a definição para cada etapa. E destaco aqui o comércio, os pequenos varejistas, porque vamos definindo em que etapa cada área está apta a voltar, até chegarmos a igrejas e educação, que será em uma última etapa", explicou.

Ele disse que, com o resultado da pesquisa, queria mostrar a importância do esforço da população e dos gestores de todos os municípios para essa retomada organizada. "E estaremos medindo os resultados e, sempre, a qualquer problema, poderemos fazer caminho de volta", lembrou.

com informações do G1

Piauí
Sobre Piauí
Notícias do Piauí
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias