Segunda, 10 de Agosto de 2020
86 9.9458-5206
Polícia Violência

Policial militar baleado com dois tiros na zona Leste de Teresina morre no HUT

Rafael dos Santos Leal foi baleado com dois tiros no tórax na noite desta sexta-feira (03), no bairro São João, zona leste de Teresina.

03/07/2020 22h44 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Policial Rafael dos Santos - Divulgação/PC-PI
Policial Rafael dos Santos - Divulgação/PC-PI

O policial militar Rafael dos Santos Leal morreu às 19h57 desta sexta-feira (03), no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ele foi baleado com dois tiros no tórax na Rua Hilson Antônio Bona, no bairro São João, zona leste de Teresina e chegou a ser reanimado, mas não resistiu aos ferimentos. A informação foi confirmada pela assessoria do HUT.

De acordo com o capitão Thanack, do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (BPRONE), Rafael dirigia um Fiat Pálio vermelho no sentido Alameda dos Ipês/Estácio Ceut, quando foi abordado por três indivíduos em duas motocicletas e acabou sendo alvejado com dois tiros no tórax. Ao ser baleado, Rafael Leal perdeu o controle do veículo que conduzia e acabou colidindo contra um muro e descendo uma ribanceira. Ele estava vestindo a farda da Polícia Militar.

Ainda de acordo com o capitão, um dos indivíduos que atirou contra o policial estava utilizando uma mochila térmica de motoboy, utilizada em serviços de delivery. “Ele foi alvejado com dois tiros no tórax. Segundo testemunhas, três pessoas em duas motocicletas atiraram contra ele, um dos suspeitos estava usando uma bolsa de entregador de delivery, o que parece é que os bandidos já haviam atirando contra o policial desde o início da rua, ele estava fardado na hora que foi atingido”, informou.

Rafael Leal foi socorrido por uma equipe do 8º Batalhão da Polícia Militar do Piauí, e encaminhado em estado grave ao Hospital de Urgência de Teresina. Ele ainda chegou a ser reanimado, mas não resistiu e morreu por volta de 20h.

Policial foi preso em operação do Greco

Rafael dos Santos foi preso em 2019 na Operação Cargas, deflagrada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). As investigações apontaram que o policial se utilizava do cargo para obter informações privilegiadas e repassar para quadrilha que era especializada em roubo de cargas.

Com informações do GP1

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias