Segunda, 10 de Agosto de 2020
86 9.9458-5206
Geral Piauí

Queimadas no Piauí caem 38% em 2020, diz Inpe

A tendência agora é aumentar o número de queimadas no Piauí, já que o estado entra na temporada mais quente do ano.

08/07/2020 19h15 Atualizada há 1 mês
Por: Redação

No início da tarde desta quarta-feira (8), uma queimada destruiu parte da mata nas margens da avenida Presidente Kenedy, na zona Leste de Teresina. O Corpo de Bombeiros controlou o fogo.

A tendência agora é aumentar o número de queimadas no Piauí, já que o estado entra na temporada mais quente do ano, conhecida como B-R-O- bró, dos meses com nomes terminados em bro - setembro, outubro, novembro e dezembro.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) informou que o Piauí registrou, até esta quarta-feira (8), 425 queimadas, número 38% menor que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram registradas 688 queimadas.

Moradores registraram o momento em que a fumaça cobria o céu da capital piauiense.

Os últimos dois dias, tem chovido com frequência na maior parte da costa norte do Nordeste do Brasil. A maior parte desta chuva estava relacionada a presença de áreas de instabilidades que vieram do oceano e provocaram bastante chuva, inclusive no litoral do Ceará e em Fortaleza. 

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) chegou a registrar em um período de 24 horas, volumes de chuva entre 50 e 90 milímetros, um volume bastante alto para a época do ano. 

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a média de chuva para a região de Fortaleza, no mês de julho é de aproximadamente 70 milímetros. Então, quando chove algo perto de 80 milímetros em um único dia, o que observamos é que a média mensal caiu em um dia só e isso chama muito a atenção. O excesso de nuvens e chuva acabou fez a temperatura cair.

Na quarta-feira (8), o tempo mais seco na maioria das áreas do Nordeste, inclusive no Ceará, onde o sol volta a brilhar forte. Em Fortaleza, a temperatura volta a subir. 

A circulação dos ventos que vem do mar acabam favorecendo e mantendo a formação de áreas de instabilidade entre Salvador e Maceió.  Nestas localidades, a chuva é mais frequente no decorrer do dia.  Em Ilhéus, Recife, João Pessoa e Natal, as pancadas de chuva acontecem de forma rápida e passageira. 

Pelo menos até sábado (11), áreas de instabilidade vão favorecer o crescimento de nuvens e a chuva entre a costa norte e leste do Nordeste do Brasil. Enquanto, isso, no interior dos estados o ar vai continuar seco.

 Fonte: Meio Norte

Piauí
Sobre Piauí
Notícias do Piauí
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias