Domingo, 27 de Setembro de 2020
86 9.9458-5206
Geral Pobreza

Recebendo em média R$ 510 por mês, Piauí tem a terceira pior renda do País

Dos 5.570 municípios brasileiros, o Piauí está na lista com as cidades com as menores rendas

13/08/2020 11h53 Atualizada há 1 mês
Por: Sebastião Silva Neto-Jornalista MTE/DRT-0002001/PI Fonte: Jornal ODIA
Recebendo em média R$ 510 por mês, Piauí tem a terceira pior renda do País
Recebendo em média R$ 510 por mês, Piauí tem a terceira pior renda do País

Dados da pesquisa "Onde estão os 'ricos' no Brasil?", da Fundação Getúlio Vargas, revelam os estados, cidades e municípios com as maiores rendas, com base na declaração do Imposto de Renda, gerados pela Receita Federal do Brasil. Com esses dados, é possível criar uma linha de riqueza que permite identificar os residentes do país com maior poder de compra, seguindo as regras tributárias vigentes.

Para isso, foram analisados dados da Receita Federal relativos a 2018, possibilitando identificar a localização geográfica dos grupos mais ricos. Dessa forma, calculou-se a proporção de declarantes em relação à população total para se ter uma estimativa do tamanho do grupo, assim como a renda média declarada no imposto de renda dividida pela população total ou pelo número de declarantes.

Quando consideramos o estado do Piauí, temos uma renda média de R$ 510,69, ocupando assim a 25ª colocação no ranking nacional, ficando atrás apenas do Pará, que ocupa pa a 26ª colocação, com renda de R$ 469; e do Maranhão, que fica em último lugar, com renda de R$ 363. Entre as capitais, Teresina tem renda de R$ 1.269,84 e, com isso, ocupa a 20ª colocação. Já entre os municípios brasileiros, a capital piauiense ocupa o 310º lugar.

 Com relação à declaração de imposto de renda entre os municípios piauienses, Teresina é a cidade com mais declarantes, 14,67%, ficando em 731º lugar no ranking nacional; já o patrimônio líquido médio da população da cidade é de R$ 25.415,63. A renda média dos declarantes é de R$ 8.653,51 e o patrimônio líquido dos declarantes é de R$ 173.198,20.

Em Floriano, 11,62% da população declara imposto de renda e a renda média da população é de R$ 741,48. O patrimônio líquido médio da população é de R$ 10.912,75. A renda média do declarantes é de R$ 6.381,47 e o patrimônio líquido médio dos declarantes é de R$ 93.919,51.

Na cidade de Picos, região Sul do Estado, 11,59% da população declara imposto de renda. A renda média da população é de R$ 682,27 e o patrimônio líquido médio da população é de R$15.027,43. Já a renda média dos declarantes é de R$ 5.885,39 e o patrimônio líquido médio dos declarantes é de R$ 129.629,03.

Ele1 - Criar site de notícias