Sábado, 31 de Outubro de 2020
86 9.9458-5206
Polícia Decisão

Acusados de matar soldado Frantiaiallo Gonçalves vão para o banco dos réus

A decisão do juiz João Antônio Bittencourt Braga Neto, da 3ª Vara Criminal da Comarca de Teresina, foi dada nessa segunda-feira (05).

10/10/2020 08h34 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação
Dois dos três acusados de matar o policial
Dois dos três acusados de matar o policial

O juiz João Antônio Bittencourt Braga Neto, da 3ª Vara Criminal da Comarca de Teresina, recebeu denúncia contra Ednaldo Pereira da Silva, Samuel Ribeiro da Silva Costa, Nilton Lima dos Santos acusados do crime de latrocínio contra o policial militar do Maranhão, Frantiaiallo Gonçalves Pereira Silva, ocorrido em agosto deste ano. A decisão foi dada na última segunda-feira (05/10).

O magistrado destacou que a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado do Piauí, possui os requisitos do art. 41 do Código de Processo Penal, além de não estarem configuradas as circunstâncias do art. 395 também do Código de Processo Penal, não sendo, o caso de rejeição liminar da denúncia.

Foi determinada ainda a citação dos acusados para responderem à acusação, por escrito, no prazo de 10 dias, na forma do art. 396-A do Código de Processo Penal, cientificando-o de que, não apresentada a resposta no prazo legal, será nomeado Defensor para oferecê-la.

Relembre o caso

Um soldado da Polícia Militar do Maranhão, identificado como Frantiaiallo Gonçalves Pereira Silva, foi assassinado com um tiro na tarde de 28 de agosto, por volta de 16h30, em frente à Jelta Veículos, na Avenida João XXIII, na zona leste de Teresina.

Segundo a Polícia Militar do Piauí, a vítima estava esperando sua noiva na frente da Jelta Veículos, quando os bandidos que estavam em um Fiat Uno, de cor branca, abordaram o soldado e efetuaram o disparo de arma de fogo, sem conseguir levar nenhum dos pertences do soldado.

Cerca de 40 minutos depois, a PM conseguiu localizar o primeiro suspeito de participação no crime, que havia fugido a pé. Um policial à paisana, que estava a 300 metros do local do crime, conseguiu capturá-lo.

Em diligências contínuas, os policiais conseguiram encontrar o carro utilizado pelos bandidos e assim prenderam o segundo acusado de participação na morte de Frantiaiallo Gonçalves Pereira Silva, que foi detido na BR 343, próximo ao balão da Miguel Rosa, na zona sul de Teresina.

Já na manhã de 29 de agosto, o último suspeito acabou sendo preso em Água Branca. A possível arma usada no crime e o veículo foram apreendidos.

Com informações do GP1

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias