Quinta, 05 de Agosto de 2021
86 9.9458-5206
Polícia Palmeirais

Criança recém-nascida doada ilegalmente é encontrada e devolvida à mãe em Palmeirais

O casal que estava com a criança a levou até a promotoria de Amarante, na tarde desta quinta-feira (10), que comunicou a autoridade policial.

11/12/2020 11h04 Atualizada há 8 meses
Por: Redação
Bebê que estava desaparecido - Foto: Reprodução/Facebook
Bebê que estava desaparecido - Foto: Reprodução/Facebook

Já está com a mãe a criança recém-nascida que foi doada ilegalmente após dois dias do nascimento, no município de Palmeirais.  A Polícia Civil já investigava o caso e a mulher que estava com a criança preferiu entregá-la para evitar mais complicações por conta da adoção ilegal. O casal que estava com a criança a levou até a promotoria de Amarante, na tarde desta quinta-feira (10), que comunicou a autoridade policial.

O delegado Thiago Silva, responsável pela investigação, comentou que o que causou estranheza foi o fato da criança ter sido entregue na cidade de Amarante. “Na verdade, de maneira estranha, eles apresentaram a criança em Amarante, ao Ministério Público, a cidade de Amarante que não tem nada a ver com a situação, o próprio promotor autorizou a entrega dessa criança pra mãe, o que também ficou estranho porque a mãe, inicialmente, doou a criança, e a gente não sabe se ela tem condições de criar essa criança, se ela vai doar pra outra pessoa”, disse à imprensa.

Na delegacia, a mãe da criança já esperava o bebê se emocionou com o reencontro.

O caso continua sob investigação.

Sobre o caso

A Polícia Civil do Piauí investiga o desaparecimento de um bebê de dois meses na cidade de Palmeirais.

Segundo informações da TV Cidade Verde, a mãe deu à luz no mês de outubro e revolveu entregar o recém-nascido para adoção, seguindo o processo legal.

Ao saber disso, uma vereadora da cidade teria manifestado interesse na criança, para uma prima dela que desejava ter um filho e assim foi feito.

Mas a mãe se arrependeu de ter entregado a criança e procurou a vereadora para tê-la de volta, recebendo a negativa e até o momento a criança não foi localizada.

Depoimentos foram colhidos e a Polícia Civil segue investigando o caso.

Ele1 - Criar site de notícias