Sexta, 22 de Janeiro de 2021
86 9.9458-5206
Saúde Covid-19

Prefeita decreta calamidade pública e fechamento de comércio e serviços, em município do PI

O decreto proíbe ainda o uso de aparelhos de som automotivo em locais públicos, e a venda de bebidas alcoólicas durante todos os finais de semana de janeiro.

11/01/2021 15h08 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação
Neidinha Lima (Imagem: Reprodução)
Neidinha Lima (Imagem: Reprodução)

A prefeita de Guadalupe, Neidinha Lima (PSD) decretou estado de calamidade pública de 10 a 31 de janeiro e o fechamento dos estabelecimentos de comércio e serviços na cidade durante entre 10 e 17 de janeiro. A medida visa conter a disseminação dos casos de coronavírus. A prefeita testou positivo para Covid-19 no início de janeiro.

Segundo o decreto, os estabelecimentos considerados não essenciais podem operar apenas na modalidade delivery. Os estabelecimentos devem funcionar de portas fechadas, sendo proibido ainda que os clientes solicitem produtos por telefone e se desloquem até o estabelecimento para recebê-los.

Fica autorizada a abertura e funcionamento dos supermercados, mercados, mercadinhos, quitandas e padarias de segunda a sábado, até as 19 horas (dezenove horas), sendo vedada a abertura aos domingos.

O decreto proíbe ainda o uso de aparelhos de som automotivo em locais públicos, e proíbe a venda de bebidas alcoólicas durante todos os finais de semana de janeiro, nos seguintes horários:

- Das 0:00h do dia 15/01/2021 às 24:00h do dia 17/01/2021

- Das 0:00h do dia 22/01/2021 às 24:00h do dia 24/01/2021

- Das 0:00h do dia 29/01/2021 às 24:00h do dia 31/01/2021

Apenas estabelecimentos considerados essenciais poderão continuar funcionando:

- Farmácias, Unidades de Saúde, Clínicas Médicas, Laboratórios e Estabelecimentos Hospitalares;

- Oficinas, Borracharias e Postos de Combustíveis;

- Distribuidoras de Energia Elétrica e Saneamento Básico;

- Clínicas Veterinárias em regime de emergência;

- Serviços de Coleta de Lixo e Limpeza;

- Serviços de Segurança Privada;

- Hotéis, Pousadas e similares desde que obedecidos todos os protocolos sanitários estabelecidos, sendo vedado o funcionamento de restaurantes no interior destes estabelecimentos, permitido somente o fornecimento de alimentação no quarto dos hóspedes;

- Instituições bancárias (bancos e lotéricas) desde que obedecidas às orientações normativas oriundas da Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN, Banco Central e das Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipal, sendo recomendado o atendimento através de telefone ou internet e se presencial, por agendamento;

- Serviços Postais;

Segundo dados do Ministério da Saúde, Guadalupe teve 3029 casos e duas pessoas mortas. A cidade de 10,499 habitantes. A própria prefeita Neidinha Lima testou positivo para a doença duas vezes: a primeira em julho de 2020 e a segunda no dia 3 de janeiro de 2020.

A prefeita colocou também como argumento para o fechamento a movimentação no Balneário Belém Brasília, um espaço público com praia artificial que recebe turistas na cidade.

Veja abaixo a lista de estabelecimentos que estão proibidos de abrir as portas em Guadalupe entre 10 e 17 de janeiro:

- Igrejas, Templos Religiosos ou Similares

- Teatros, Museus, Centros Culturais, Bibliotecas

- Casas Noturnas, Casas de Festas, Pubs ou Similares

- Estabelecimentos do Comércio e Serviços em Geral, Lojas de Conveniência, Lanchonetes, Bares e Restaurantes, Açougues, Distribuidoras de Água e/ou Gás

- Centros de Comércio, Lojas de Departamento, Lojas de Roupas e Confecções, Galerias de Lojas, Salões de Beleza, Barbearias, Lojas de Materiais de Construção, Lava Jatos

- Academias, Centros de Treinamento, Centros de Ginástica, Clubes Sociais e/ou de Serviços, Entidades Tradicionalistas, Entidades de Representação Sindical ou de Categorias

- Brinquedotecas, Espaços Kids, Playgrounds, Espaços de Jogos, Parques de Diversão

- Feiras Públicas de Qualquer Natureza, Exposições Públicas ou Privadas, Congressos e Seminários

- Lojas de produtos Agropecuários e/ou congêneres, inclusive para venda de rações e/ou medicamentos

 Fonte: G1

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias