Segunda, 01 de Março de 2021
86 9.9458-5206
Polícia Decisão

Juiz manda soltar acusado de matar o próprio cunhado a paulada em Agricolândia

Na decisão o juiz disse que a soltura de Francisco não causará perigo à ordem pública e o que o crime não demonstra que o acusado seja um indivíduo perigoso.

15/01/2021 17h55 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Viatura da Polícia Civil de Água Branca onde o acusado estava preso (Imagem: Valdomiro Gomes/Canal121)
Viatura da Polícia Civil de Água Branca onde o acusado estava preso (Imagem: Valdomiro Gomes/Canal121)

O juiz José Eduardo Couto de Oliveira, da Vara Única de São Pedro do Piauí, concedeu soltura para Francisco das Chagas Alves de Oliveira, suspeito de assassinar o trabalhador rural Osvaldo Barroso, de 67 anos, com uma paulada na cabeça, em Agricolândia. O crime ocorreu no dia 8 de janeiro. A decisão foi dada no dia 14 deste mês.

Na decisão o juiz disse que a soltura de Francisco não causará perigo à ordem pública e o que o crime não demonstra que o acusado seja um indivíduo perigoso.

“Primeiro, não há qualquer circunstância que demonstre que a liberdade do capturado venha provocar insegurança à Ordem Pública, sobretudo diante do fato que as circunstâncias específicas nas quais, o suposto crime em comento, foram cometidas não denotam que o indivíduo possua periculosidade suficiente para ser cautelarmente segregado, vez que não possui antecedentes criminais, e possui residência fixa”, pontuou.

Relembre o caso

Um trabalhador rural identificado como Osvaldo Barroso, de 67 anos, morreu após sofrer uma paulada na cabeça na madrugada de 8 de janeiro em Agricolândia.

Segundo o subtenente Geailson Lima, comandante do Grupamento de Polícia Militar (GPM) da cidade, o crime ocorreu por volta das 00h durante uma confusão entre familiares na própria residência da vítima. Além de Francisco, o sobrinho da vítima, identificado como Reginaldo Barroso da Silva, também é suspeito do crime e continua preso.

Com informações do GP1

Ele1 - Criar site de notícias