Quarta, 24 de Fevereiro de 2021
86 9.9458-5206
Cultura Volta às aulas

Educação autoriza início do ano letivo apenas com aulas remotas

Seduc depende das condições da pandemia no Piauí para analisar o retorno de aulas presenciais.

22/01/2021 13h14 Atualizada há 1 mês
Por: Redação

As aulas da rede pública estadual do Piauí estão marcadas para iniciar no dia 1º de fevereiro de forma remota, com posterior consulta à comunidade escolar sobre a adoção do sistema híbrido.

A Seduc definiu que as Escolas da Rede Pública Estadual de Ensino iniciarão as aulas no formato exclusivamente remoto e que, dependendo da condição sanitária do Estado, em relação à pandemia da Covid-19, a Seduc pode emitir uma nova portaria autorizando que retorne o modelo híbrido.

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, afirma que a Seduc já criou um grupo de trabalho, que conta com a participação de gestores escolares e da equipe central da Seduc, para traçar um plano a partir da escuta da comunidade escolar e decidir, em cada escola, como serão as aulas, se de forma híbrida ou remota.

“Nesse primeiro momento iniciamos o ano letivo de forma remota, observando o protocolo 042 do Comitê de Operações Emergenciais. Após o diagnóstico, as escolas elaborarão um plano de retorno para forma híbrida, atendendo protocolo sanitário, como aconteceu em 2020, de forma gradual e segura”, enfatiza o secretário.

Até lá, as escolas que ainda possuem vagas continuam com matrículas abertas e, após o fechamento das matrículas, os gestores farão uma consulta com os pais para saber qual modelo será adotado. Qualquer alteração será comunicada por meio de Ato Formal pelo Gabinete do Secretário de Estado da Educação. A Portaria não é válida para todo o semestre ou para todo o ano de 2021, mas tão somente até que o Estado diminua o número de casos de coronavírus.

A diretora da Unidade de Ensino Aprendizagem (Unea) da Seduc, Maria José Mendes, destaca que o processo de matrícula nas escolas da Rede Pública Estadual de Educação continua. “A Seduc iniciará novas campanhas publicitárias e realizará Busca Ativa, especialmente com oferta de Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional, e manterá aberto o link para matrícula. Entretanto, as escolas devem receber as novas matrículas e direcioná-las para as turmas remotas. Vários municípios ainda não encerraram o ano letivo 2020, mas a rede estadual receberá todas as matrículas”, relata.

Turmas especiais do 3º ano do Ensino Médio

As turmas especiais formadas com alunos de 3º ano do Ensino Médio (Regular e VII Etapa de EJA) deverão adotar a grade de aulas do Canal Educação e os professores lotados nas turmas do Canal Educação serão responsáveis pela tutoria das mesmas até a integralização curricular, que deverá ocorrer até o mês de abril de 2021. Essas turmas são formadas por estudantes que por algum motivo não conseguiram concluir o ano letivo 2020.

Reforço de Aprendizagem – Juntos para Avançar

O ano de 2020 foi atípico para todos da comunidade escolar, entre pais, estudantes e professores em decorrência da pandemia da Covid-19, e muitos destes atores tiveram que se reinventar no ensino para a educação não parar. Pensando nos estudantes, que diante das dificuldades de acesso à escola não acompanharam as atividades no modelo de aula remota, a Seduc irá reforçar o ensino com entrega de material didático. Os formadores do programa Mais Aprendizagem, que tem o foco no Mais Português e Mais Matemática, revisaram e reelaboraram os cadernos visando aos estudantes que não tiveram acesso às aulas remotas.

Serão contemplados com o material didático cerca de 30 mil alunos matriculados na rede estadual registrados sem acesso às aulas remotas, bem como a parcela de alunos que necessitarem ampliar os estudos do ensino remoto em todas as Gerências Regionais de Educação, como explica ainda Maria José Mendes.

“A estratégia atende à demanda de estudantes nas escolas que não tiveram acesso às aulas. Os estudantes receberão esse material impresso com o conteúdo nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. A escola terá liberdade para adequar o material de acordo com necessidades específicas das aulas”, destaca a diretora.

O Programa de Reforço de Aprendizagem – Juntos para Avançar reordena os anos letivos de 2020 e 2021 das escolas do Piauí e será dividido em duas fases. O ano letivo de 2021 terá início no dia 1º de fevereiro de 2021, com a fase 1 do Programa Juntos para Avançar.

“No fim do ano conseguimos planejar e ter um programa com o objetivo maior que é o reforço da aprendizagem, o Juntos para Avançar. Todos juntos num intuito maior para que nossos alunos tenham acesso a uma educação pública de qualidade. A educação do Piauí não parou e, diante dos desafios e dificuldades temos que celebrar, pois tivemos a oportunidade de fazer com que quase 90% dos alunos tivessem acesso, mas sempre com a preocupação de chegar àqueles que não tiveram acesso e, com isso, propomos esses subsídios pedagógicos, essas novas oportunidades para, de fato, garantirmos o bem de todos que é uma educação pública de qualidade”, finaliza Maria José.

Fonte: Com informações da Ascom

 

Piauí
Sobre Piauí
Notícias do Piauí
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias