Quarta, 24 de Fevereiro de 2021
86 9.9458-5206
Saúde Covid-19

Piauí receberá novas doses e iniciará vacinação de idosos acima de 85 anos essa semana

De acordo com o governador, os imunizantes chegarão na quinta-feira (25/02), e o Piauí deverá receber a cota das novas doses a que tem direito e iniciará vacinação de idosos acima de 85 anos

21/02/2021 17h11 Atualizada há 3 dias
Por: Redação

O governador Wellington Dias utilizou as redes sociais para anunciar a chegada de 4,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 ao país.  De acordo com o governador, os imunizantes chegarão na quinta-feira (25/02), e o Piauí deverá receber a cota das novas doses a que tem direito e iniciará vacinação de idosos acima de 85 anos

Wellington disse que a distribuição aos municípios piauienses será imediata ainda na quinta-feira. Ele destaca que o objetivo é avançar na vacina dos grupos de idosos. 

“Notícia boa neste domingo. Temos uma previsão de que um novo lote de vacinas seja distribuído aos estados nesta quinta-feira. Assim que chegarem ao Piauí, começaremos a distribuição para os municípios. O público alvo desta fase são os idosos a partir de 85 anos, com a possibilidade de ampliação para menores idades. Vamos vencer!”, escreveu o governador.

O governador não especificou quantas doses o Piauí deve receber nesta nova remessa de vacinas que serão enviadas pelo Ministério da Saúde, revelou apenas, que o total liberado para todos os estados brasileiros é de mais de 4 milhões de doses.

“Vamos receber pelo Plano Nacional de Imunização cerca de 4,7 milhões de doses. Só nesta segunda-feira (22), iremos saber quantas doses o Piauí irá receber do Ministério da Saúde”, disse o gestor.

Wellington Dias afirma que o Piauí e os demais estados brasileiros vão comprar as vacinas contra a Covid-19 diretamente dos laboratórios produtores no Brasil, além de importar de outros países. A medida foi tomada após reunião virtual na última quinta-feira (18). 

 Segundo o governador, a intenção de comprar diretamente dos laboratórios não interfere no planejamento do Ministério da Saúde, que também pode tentar aquisição pela pasta. O governador disse também que o Fórum enviou ofício aos institutos Butantan e Fiocruz depois que o Ministério da Saúde quebrou o cronograma de vacinação.

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias