Sábado, 17 de Abril de 2021
86 9.9458-5206
Polícia Violência

Criminoso agride padre e rouba R$ 2 mil de igreja em município do Piauí

A Polícia Militar foi acionada e segue em diligências na tentativa de prender o indivíduo.

25/02/2021 07h14
Por: Redação
Paroquia Nossa Senhora das Mercês - Foto: Divulgação/Paroquia Nossa Senhora das Mercês
Paroquia Nossa Senhora das Mercês - Foto: Divulgação/Paroquia Nossa Senhora das Mercês

A casa paroquial da Igreja Nossa Senhora das Mercês do município de Altos foi arrombada na madrugada dessa quarta-feira (24). O criminoso que ainda não foi identificado, arrombou a porta da cozinha, fez o Padre Eugênio refém e fugiu levando cerca de R$ 2 mil.

Em um nota divulgada pelo padre relatando o ocorrido, ele conta que por volta da 01h15 ouviu barulhos juntamente com o latido forte dos cachorros e que quando foi verificar percebeu que tinha um homem no jardim. “Gritei, mas logo em seguida ele arrombou a porta da cozinha e entrou apontando para mim como se estivesse com uma arma de fogo. Me rendeu e dizia palavras de ordem: não olhe para mim, não grite e onde está o dinheiro? Começou a bater em mim, pedi para que não fizesse isso. Ele parou! Porém, fui até onde tinha o dinheiro guardado, aliais o único que a paróquia tinha, cerca de 2 mil. Levou tudo” descreve um trecho da nota.

Veja a nota divulgada pelo padre na íntegra:

Caríssimos irmãos e irmãs.

Venho partilhar com vocês uma situação constrangedora e de perigo que tive na madrugada de hoje. A casa paroquial foi alvo de bandidos. Por volta das 01h15 ouvi barulhos juntamente com o latido forte dos cachorros. Quando fui verificar percebi que tinha um homem no jardim. Gritei.... mas logo em seguida ele arrombou a porta da cozinha. E entrou apontando para mim como se estivesse com uma arma de fogo. Me rendeu e dizia palavras de ordem: não olhe para mim, não grite e onde está o dinheiro? Começou a bater em mim, pedi para que não fizesse isso. Ele parou! Porém, fui até onde tinha o dinheiro guardado, aliais o único que a paróquia tinha, cerca de 2 mil. Levou tudo.

Liguei para Luzilene e ela acionou a polícia e eles chegaram em 20 minutos. Foi realizado toda verificação da casa, bem como, o registro do ocorrido. Três viaturas fizerem uma ronda nas mediações, mas sem êxito. Estou fisicamente bem, porém, por dentro, só Deus. Assis e Gildete acharam hoje pela manhã, notas pelo chão, próximo ao salão social Dom Abel. Ao total foi achado R$ 480,00. Agora a tarde irei a delegacia para fazer o BO, conforme orientação dos policiais. Estou em um ambiente que não tem segurança.

Os policiais constataram: muro baixo, sem cerca elétrica, sem câmaras, sem vigia, morar sozinho, etc. Não temos poder aquisitivo nenhum de providenciar essas solicitações de segurança. Então, o que fazer? Outra coisa, o histórico de assaltos dessa natureza, segundo o policial, os bandidos sempre voltam uma segunda vez.

Peço vossas orações, apoio e alguma ação concreta para que eu tenha o mínimo de segurança. Pois, caso permaneça como está fica inviável minha permanecia por aqui. Hoje, as 11h40 o bispo esteve aqui, ouviu tudo e ficou em pensar o que fazer agora. Bem, é isso.

Com estima,

Pé. Eugênio.

Ele1 - Criar site de notícias