Sábado, 17 de Abril de 2021
86 9.9458-5206
Tecnologia Tecnologia

Instagram anuncia recurso para lives com até 4 pessoas

Live Rooms tem o objetivo de aumentar o alcance de uma transmissão ao vivo ao notificar seguidores de vários usuários

01/03/2021 18h19 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Fonte: R7 - João Melo, Do R7*
Anteriormente só era possível fazer lives com apenas mais uma pessoa - (Foto: Freepik)
Anteriormente só era possível fazer lives com apenas mais uma pessoa - (Foto: Freepik)

O Instagram anunciou nesta segunda-feira (1°) o lançamento do Live Rooms, um novo recurso que permite que até quatro pessoas ingressem na mesma live para conversar na plataforma. Anteriormente, era possível fazer uma chamada de vídeo ao vivo apenas com dois usuários.

Segundo a rede social, a ideia é fazer com que os criadores de conteúdo tenham ainda mais alcance ao fazer transmissões ao vivo, uma vez que seguidores dos quatro participantes poderão assistir a conversa. Outro objetivo também é oferecer aos usuários a oportunidade de realizar talk shows e sessões musicais com mais de dois artistas ao vivo.

Para utilizar o recurso, o usuário precisa iniciar uma live comum. Quando estiver navegando pelo feed, ela deve deslizar a tela para a direita, como se fosse fazer um novo post, e, então abrir o item “ao vivo”.

Lives ganharam muita fama durante a pandemia
Lives ganharam muita fama durante a pandemia - (Foto: Divulgação/Instagram)

No momento em que estiver produzindo conteúdo em tempo real, o usuário poderá adicionar até três convidados para participar. Isso pode ser feito por meio de convites enviados pelo próprio criador da sala, ou por pessoas que estejam assistindo a live e queiram entrar conversa.

De acordo com o Instagram, o Live Rooms também pensa na segurança de quem está participando da conversa ao vivo e, por isso, usuários que estejam bloqueados por qualquer um dos participantes não poderão ingressar nas chamadas. Além disso, os criadores das lives também vão poder bloquear e aplicar filtros a comentários que podem ser nocivos.

 

Ele1 - Criar site de notícias