Sábado, 17 de Abril de 2021
86 9.9458-5206
Cidades Floriano

Sala de Estimulação promove roda de conversa sobre Espectro Autista

A atividade aconteceu em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo comemorado em 2 de abril.

06/04/2021 10h39 Atualizada há 2 semanas
Por: Ilizianny de Carvalho
Foto: Secom
Foto: Secom

A equipe multiprofissional da Sala de Estimulação Precoce de Floriano realizou na manhã desta segunda-feira (05), uma roda de conversa sobre importância da Estimulação Precoce do Tratamento do Transtorno do Espectro do Autismo. A atividade aconteceu em alusão ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo comemorado em 2 de abril. 

A fonoaudióloga Lara Siqueira apresentou um dado que chamou a atenção. Em um ano, o município de Floriano teve 64 diagnósticos (SUS) para autismo em crianças e adolescentes que foram consultados através do serviço de neuropediatria no Centro de Assistência Psicossocial. Os dados foram compilados até o dia 29 de março 2021. 

Na roda de conversa, cinco mães e seus filhos foram convidados para o momento. O número foi reduzido devido à pandemia. Mas a sala de estimulação precoce de Floriano atende mais de 30 crianças, 80% delas com diagnóstico autista. Por isso, é extremamente importante o trabalho multiprofissional que envolve: fonoaudiólogo, psicólogo, psicopedagogo, nutricionista, assistente social, neuropediatra, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional. 

“O objetivo é estimular a criança com técnicas e métodos de modificação de comportamento”, explica a psicóloga Maria Helena que se emociona ao acompanhar o desenvolvimento dos pequenos pacientes. 

O Secretário de Saúde de Floriano, James Rodrigues, destacou que a sala de estimulação precoce é uma referência para a implementação desse modelo na Policlínica. O gestor garantiu que vai analisar novas formas de financiamento do projeto. “Esse local nos orgulha, pois o que vemos aqui não é apenas um trabalho importante com crianças, mas dedicação e muito amor. A equipe esta de parabéns”, disse. 

Hoje, a Lei 12.764/2012, considera autismo uma deficiência, para efeitos legais e autoriza estabelecimentos públicos e privados a utilizarem a simbologia da fita quebra-cabeça para identificar a prioridade no atendimento, além de sugerir que diferentes setores públicos trabalhem juntos para desenvolver políticas públicas para o autismo.

Floriano - PI

Floriano - Piauí

Sobre o município
Ilizianny de Carvalho
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias