Domingo, 09 de Maio de 2021
86 9.9458-5206
Polícia Racismo

Enfermeira é vítima de racismo por médica anestesista dentro de centro cirúrgico do HUT

Ela se referiu à profissional com o termo inapropriado, levando Laiane, a enfermeira, a um sentimento de profunda angústia.

04/05/2021 07h51 Atualizada há 5 dias
Por: Redação
Hospital de Urgências de Teresina (HUT). Crédito: Raíssa Morais.
Hospital de Urgências de Teresina (HUT). Crédito: Raíssa Morais.

Uma enfermeira identificada como Laiane Nunes, que trabalha há três anos no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), foi vítima de racismo dentro do centro cirúrgico por uma médica anestesista no domingo (2). O caso ganhou repercussão nas redes sociais e a direção do HUT já se pronunciou sobre o caso.

Laiane teria sido chamada pela expressão "escurinha" por uma médica, que estava insatisfeita com os equipamentos disponíveis para a cirurgia. A médica pode ser enquadra no crime de injúria racial e racimo, que é inafiançável, pondendo ser julgada e penalizada em até três anos de reclusão em regime fechado.

Ela se referiu à profissional com o termo inapropriado, levando Laiane a um sentimento de profunda angústia. "Uma colega ouviu ela me chamar assim, quando saí da sala. Quando entrei novamente fui alertada do xingamento. Foi no momento de uma cirurgia de apendicite em uma criança, ela alegou que não faria o procedimento sozinha. Então ela disse à circulante que era para chamar a enfermeira escurinha, e ela disse que me chamou assim porque não sabia meu nome", disse.

Após chamar a Polícia Militar, que poderia ter feito o flagrante no momento da injúria, Laiane foi indicada a fazer um boletim de ocorrência.

O caso seria reincidente. Outra colega já teria sido vítima de expressões racistas por parte da médica. "Eu quero que seja feita justiça. Fiz o boletim de ocorrência e isso é triste e humilhante, porque foi na frente de todo mundo. Isso machuca", acrescentou a enfermeira.

Procurada pela reportagem, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) encaminhou uma nota sobre o ocorrido:

"O Hospital de Urgência de Teresina, Prof. Zenon Rocha (HUT) é uma instituição que tem como foco a gestão transparente. Sobre uma acusação de racismo envolvendo servidores, informamos que uma apuração interna para maior detalhamento dos fatos está em curso na Ouvidoria, a fim de subsidiar a posterior instauração de um Processo Administrativo Disciplinar. O HUT lamenta profundamente o ocorrido e defende uma sociedade plural e democrática com eliminação de todas as formas de preconceito e discriminação. Reafirmamos nosso compromisso de salvar vidas e o restabelecimento da saúde dos usuários atendidos nessa que é maior urgência e emergência pública do município de Teresina".

 

Com informações do MN

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias