Quinta, 05 de Agosto de 2021
86 9.9458-5206
Esportes Futebol masculino

Olimpíadas: Brasil vence Alemanha na estreia do futebol masculino

Richarlison foi o principal jogador do Brasil na vitória de 4 a 2 do time diante da Alemanha em Yokohoma.

22/07/2021 12h46 Atualizada há 2 semanas
Por: Ruana Barbosa
Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP
Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP

A seleção brasileira masculina de futebol estreou com vitória na defesa do ouro olímpico. Nesta quinta-feira, em Yokohama, o Brasil abriu 3 a 0 no primeiro tempo diante da Alemanha, com três gols de Richarlison, desacelerou na etapa final, viu os alemães marcarem duas vezes, mas, no fim, fechou o placar com um gol de Paulinho (4 a 2), no primeiro compromisso pelos Jogos Olímpicos de Tóquio.

O Brasil começou arrasador. Nos primeiros minutos da partida contra um rival de tradição, a Alemanha, de tantas histórias num passado recente, o time de André Jardine não se intimidou e fez três gols de cara. Os três com o atacante Richarlison. Todos de puro oportunismo. "Foi para isso que eu pedi liberação do meu clube, o Everton. Espero continuar ajudando. Vai ser uma noite inesquecível para mim e para todos nós", disse o atacante, que comentou ter ficado pouco tempo com os familiares no Brasil após a Copa América e já teve de se entregar ao trabalho para a Olimpíada.

Richarlison foi o principal jogador do Brasil na vitória de 4 a 2 do time diante da Alemanha em Yokohoma, estádio que os brasileiros conhecem bem. Foi lá que a seleção principal ganhou sua quinta Copa do Mundo também diante da Alemanha, com dois gols de Ronaldo, na vitória de 2 a 0. Jardine não teve os jogadores que queria ter em Tóquio. Mas formou uma equipe equilibrada. Daniel Alves foi um dos destaques do time na estreia, ajudando na marcação, mas também armando o time em algumas ocasiões.

Depois de construir três gols de vantagem, o Brasil ainda perdeu um pênalti com Matheus Cunha. Poderia ter feito 4 a 0. Nesse momento não teve brasileiro que não se lembrou dos 7 a 1 sofridos para os alemães na Copa do Mundo de 2014. O atacante cobrou forte, mas em meia altura, facilitando a vida do goleiro. Matheus Cunha atuou ao lado de Richarlison. Eles se entenderam na maioria das vezes. O garoto que atua na Alemanha foi bastante participativo, mas não era seu dia de marcar. Além do pênalti, ele desperdiçou boas chances.

Em nenhum momento do primeiro tempo, a seleção brasileira foi pior do que a Alemanha. O time alugou o meio de campo, teve chances de fazer mais gols, mas foi se acostumando com o resultado. Deu espaço na etapa final e permitiu a reação do rival. No primeiro gol alemão, o goleiro do Brasil falhou. O time perdeu a concentração e só retomou a seriedade após o segundo da Alemanha. O duelo ficou 3 a 2. Para quem estava perdendo por 3 a 0, o time alemão recuperou as esperanças de ao menos empatar na estreia. Não deu. Com Paulinho numa jogada pela esquerda aumentou a contagem e sacramentou a vitória do time campeão olímpico.

É cedo ainda para apontar o Brasil como grande favorito ao ouro em Tóquio, mas é inegável que o time de Jardine deixa boa impressão logo na primeira partida. A isso se soma os tropeços de seus maiores rivais nesta edição, como a Espanha, que só ficou no empate com o Egito, e França, que perdeu seu jogo, e a grande Argentina que não soube segurar a Austrália e apanhou de 2 a 0. Todos eles vão ter de correr atrás desses pontos perdidos. O Brasil segue trilho mais tranquilo até agora.

Os gols de Richarlison já entraram para a história. Foi a quarta vez que um jogador brasileiro marca três vezes numa mesma edição de Jogos Olímpicos, o que dá ao atacante a chance de bater um recorde na sequência da competição.Os outros foram Gerson, Romário e Bebeto. Nenhum deles ganhou o ouro olímpico.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 4 X 2 ALEMANHA

BRASIL - Santos; Daniel Alves, Nino, Diego Carlos e Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães e Claudinho (Malcom); Antony (Paulinho), Matheus Cunha e Richarlison (Reinier). Técnico: André Jardine.

ALEMANHA - Müller; Henrichs, Pieper (Torunarigha), Uduokhai e Raum; Maier, Arnold e Amiri; Stach (Schlotterbeck), Richter (Ache) e Kruse (Löwen). Técnico: Stefan Kuntz.

GOLS - Richarlison, aos 6, aos 21 e aos 29 minutos do primeiro tempo; Amiri, aos 11, Ache, aos 38, e Paulinho, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ivan Barton (El Salvador).

CARTÕES AMARELOS - Douglas Luiz, Henrichs, Pieper, Uduokhai e Stach

CARTÃO VERMELHO - Arnold.

LOCAL - Estádio Yokohama.

Fonte: Estadão Conteúdo

Ele1 - Criar site de notícias