Sábado, 04 de Dezembro de 2021
86 9.9458-5206
Geral Piauí

Sejus participa de evento sobre tuberculose no sistema prisional

O evento contou com a descentralização das recomendações para o controle da tuberculose no sistema prisional.

01/10/2021 09h19 Atualizada há 2 meses
Por: Redação
Foto: Reprodução/Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí

A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) participou, por meio da Coordenação de Saúde, nos dias 29 e 30 de setembro, do webinário para os profissionais da população privada de liberdade no Piauí. O evento contou com a descentralização das recomendações para o controle da tuberculose no sistema prisional.

A programação do evento contou com a participação do infectologista Kelsen Eulálio, da coordenadora da Atenção Básica da Sesapi, Naila Araújo, da supervisora de Tuberculose da Sesapi, Ivone Venâncio, e da coordenadora de Saúde da Sejus, Alice Mendes.

Para a coordenadora de Saúde, Alice Mendes, o evento serviu para esclarecer dúvidas e proporcionar o conhecimento sobre a tuberculose aos profissionais que trabalham no sistema prisional. “A tuberculose é muito comum no sistema prisional, porém ela tem o tratamento e a cura. Esse webinário teve como objetivo promover uma capacitação aos profissionais para a condução desses casos. Nós fazemos a educação em saúde, há um projeto do Depen, que é o Prisões Livre de Tuberculose. Também é feita a busca ativa e, mediante o diagnóstico positivo, a gente faz o tratamento nas próprias unidades penais durante seis meses”, concluiu.

Segundo o Ministério da Saúde, o principal sintoma da tuberculose pulmonar é a tosse na forma seca ou produtiva. Por isso, recomenda-se que todo sintomático respiratório, que é a pessoa com tosse por três semanas ou mais, seja investigado para tuberculose. Há outros sinais e sintomas que podem estar presentes, como: febre vespertina, sudorese noturna, emagrecimento e cansaço.

Fonte: Ascom Sejus

Ele1 - Criar site de notícias