Sábado, 04 de Dezembro de 2021
86 9.9458-5206
Geral Acidente

Jardineiro morre após cair de árvore na zona leste de Teresina

A vítima tinha subido na árvore para colher mangas, e acabou caindo de uma altura de cerca de 15 metros.

26/10/2021 18h18 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Árvore de onde a vítima caiu - Foto: Larissa Paz
Árvore de onde a vítima caiu - Foto: Larissa Paz

Um homem de 29 anos identificado como Raul Lucas Coutinho, que trabalhava como jardineiro, morreu na tarde desta terça-feira (26) após cair de um pé de manga que ficava no quintal de uma residência no bairro Planalto Ininga, zona leste de Teresina. Ele caiu de uma altura de aproximadamente 15 metros.

A dona de casa Dayane, que mora na residência onde fica a árvore, explicou que a vítima era sua vizinha, e sempre tinha o costume de subir para colher mangas. Foi ela quem ouviu quando ele caiu e acionou o Samu.

“Ele veio pelo muro, me chamou e pediu um saco, dizendo que ia tirar mangas, eu disse que pode tirar. Depois eu escutei uma pancada, imaginei que tinha sido ou o saco de mangas, pois como ele pediu um saco ele recolhe muita manga, ou ele mesmo tinha caído. Comecei a gritar ele, chamei duas vezes, como ele não respondeu eu fui lá correndo e quando vi ele estava caído no chão”, relatou.

O perito Wilson Miranda, do Departamento de Polícia Técnico-Científica, fez os levantamentos preliminares e afirmou que o rapaz sofreu uma lesão na cabeça, na região do rosto. “Estivemos no local e constatamos que ele já tinha rotina de pegar mangas na casa dos vizinhos. Hoje ele subiu e infelizmente, por um descuido, a galha não suportou o peso, ele caiu de uma altura bem elevada e bateu a face, ainda não identifiquei se foi no muro ou nas telhas, e isso provocou uma lesão muito grande na face dele”, detalhou.

Vizinhos alertavam

A dona Rosicleide, proprietária da casa onde fica o pé de manga, informou ainda que sempre permitiu que o vizinho subisse na árvore para colher as frutas, mas sempre dizia para ele tomar cuidado.

“Toda vez que ele ia tirar manga eu dizia, ‘menino, não tem mais manga’, e ele dizia, ‘tem umas lá em cima’. Ele vinha e pedia para tirar, quando eu via, ele já estava lá em cima, a gente brigava para ele não subir, porque é muito alto e ele gostava de subir”, afirmou.

O corpo da vítima foi removido por uma equipe do Instituto de Medicina Legal (IML) de Teresina.

Com informações do GP1

Ele1 - Criar site de notícias