Quarta, 01 de Dezembro de 2021
86 9.9458-5206
Política Lei Antifumo

Fábio Abreu propõe e Câmara Federal realiza debate para discutir alterações na Lei Antifumo

Ficam incluídos na proibição de publicidade a promoção e o patrocínio de qualquer produto tabagista, bem como a exposição de cigarros nos pontos de venda.

27/10/2021 19h46
Por: Redação
Fábio Abreu (Imagem: Divulgação/Ascom)
Fábio Abreu (Imagem: Divulgação/Ascom)

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados debate hoje alterações na Lei Antifumo propostas pelo PL 6387/19. O projeto, que teve origem no Senado, proíbe qualquer tipo de propaganda de produtos destinados ao fumo, derivados ou não do tabaco. Ficam incluídos na proibição de publicidade a promoção e o patrocínio de qualquer produto tabagista, bem como a exposição de cigarros nos pontos de venda.

O debate foi proposto pelo deputado Capitão Fábio Abreu (PL/PI) que é 3º vice-presidente da Comissão. O tabagismo mata 8 milhões de pessoas no mundo e é fator de risco comum para as principais doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs), as cardiovasculares, respiratórias crônicas, câncer e diabetes. As DCNTs são responsáveis por 70% das mortes no mundo.

O parlamentar destaca que há mais de 30 anos vêm sendo implementadas medidas legislativas, econômicas, educativas e regulatórias que contribuem para a redução do número de fumantes no País, entre elas a proibição de propaganda (exceto exibição em pontos de venda), a proibição de se fumar em espaços fechados de uso coletivo e a política de preços e impostos de tabaco.

“O país registrou queda no percentual de adultos fumantes, passando de 34,8% em 1989 para 12,6% em 2019. No entanto, o tabagismo ainda impõe muitos desafios”, afirma o deputado.

Abreu explica que o o projeto de lei em pauta além de propor restrições à propaganda desses produtos e ao consumo em veículos na presença de menores de idade, como proíbe aditivos que poderiam favorecer a experimentação por crianças e adolescentes.

Foram convidados para audiência a secretária-executiva da Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco Instituto Nacional do Câncer (Inca), Tânia Cavalcante, o consultor Nacional Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS-OMS), Diogo Alves, o vice-presidente da Comissão de Combate ao Tabagismo Associação Médica Brasileira (AMB), Ricardo Meirelles, a diretora-geral ACT Promoção da Saúde, Paula Johns, a coordenadora sênior do Programa de Pesquisas Escola de Saúde Pública da Universidade Johns Hopkins, Grazielle Grillo e a consultora e pesquisadora no controle do tabaco Cristina Perez.

O debate será realizado às 16 horas, no plenário 5. O público pode acompanhar o debate e participar da discussão pela internet.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Ele1 - Criar site de notícias