Anúncio
AGRESSÃO

Criança recém-nascida agredida pelo pai em Teresina perde lábio inferior

O bebê deu entrada no HUT com várias marcas de mordida no peito, abdômen e no rosto.

17/04/2018 23h34Atualizado há 1 ano
Por: Redação
Fonte: 180Graus

Uma criança nascida há apenas um mês deu entrada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) no último sábado com várias mordidas pelo corpo e parte do tecido labial arrancado. Segundo informações do Gerente de Policiamento Especializado, delegado Jettan Pinheiro, o próprio pai teria realizado as agressões.

O bebê deu entrada no HUT com várias marcas de mordida no peito, abdômen e no rosto. A criança segue estável, sendo alimentada por sonda. Devido a gravidade do ferimento, ele passou por procedimentos cirúrgicos de limpeza e terá que realizar enxerto (procedimento cirúrgico para transplantar tecidos), para reconstrução da boca.


O suspeito identificado como Francisco foi preso em flagrante, e deverá responder por tentativa de homicídio e violência doméstica. Segundo o delegado, o motivo da agressão teria sido por que o pai desconfiava que a criança não fosse filho dele.

Francisco ameaçou a companheira, alegando que se ele fosse preso, quando saísse da penitenciária iria matá-la. Por conta disso ele teve a prisão convertida para preventiva."A mãe acordou com o choro da criança, achando que ela estava com fome. Quando chegou, ela viu a criança cheia de sangue e o companheiro estava agindo naturalmente, como se nada tivesse acontecido.

Ele a ameaçou várias vezes para não denunciá-lo à polícia. A mãe levou a criança para receber atendimento médico, tentou esconder a situação, mas acabou revelando o fato a um policial. Ele falava para ela não denunciar porque iria sofrer no sistema prisional”, disse o delegado.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários