SLIDE 1 728x90 - AGOSTO 2019
Brasileirão

São Paulo cede empate ao Flamengo e Palmeiras fica mais longe

Clubes se enfrentaram em partida disputada na tarde deste domingo

04/11/2018 19h54Atualizado há 10 meses
Por:

O jovem Helinho esteve muito perto de viver uma noite de herói no estádio do Morumbi logo em sua estreia pelo time profissional do São Paulo, contra o Flamengo. Mas, um gol de Rodinei na parte final da partida desse domingo determinou o empate por 2 a 2 nessa 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Cada equipe levou um ponto para casa, mas quem comemorou mesmo foram os palmeirenses, que agora têm seis pontos de vantagem na liderança da competição com apenas seis rodadas para o fim (66 pontos). Os rubro-negros foram a 60, um a mais que o Tricolor. O Inter, 58 pontos, ainda pode assumir a vice-liderança e diminuir a distância para os alviverdes.

Diego Aguirre resolveu segurar a escalação do São Paulo nesse domingo, liberou a lista de seus titulares apenas a 10 minutos da bola rolar. Todo o mistério não foi compatível com uma grande novidade, a não ser a já usual formação com três zagueiros.

Mesmo assim, Gonzalo Carneiro conseguiu se virar sozinho e fazer uma bela jogada pela esquerda para Diego Souza ficar livre diante de César e abrir o placar. Na comemoração, o atacante são-paulino homenageou o presidente da república, recém-eleito, Jair Bolsonaro.

O Morumbi foi à loucura, mas teve pouco tempo de festa. Uribe aproveitou cochilo de Arboleda e Bruno Alves, e cabeceou para as redes. Sidão, que voltava após três jogos no banco de reservas, colaborou.

Aguirre, então, resolveu ousar. Dessa vez, sim, com uma novidade. Helinho, jovem de 18 anos, foi chamado, e Anderson Martins sacado. Bastaram quatro minutos em campo para a revelação de Cotia marcar um golaço, de fora da área, no ângulo de César. Dessa vez não teve homenagem a político. Helinho correu para a torcida. Parecia viver um sonho.

Talvez o atacante não contasse com o recuo do São Paulo. Enquanto o treinador uruguaio sacou Carneiro para colocar Edimar, Dorival Júnior colocou Diego na vaga de Cuellar. Rodinei também foi a campo no lugar de Pará.

Resultado: pressão do Flamengo em pleno Morumbi. E o prêmio veio justamente com gol de Rodinei, depois de lindo drible de Vitinho em cima de Bruno Peres.

Talvez o atacante não contasse com o recuo do São Paulo. Enquanto o treinador uruguaio sacou Carneiro para colocar Edimar, Dorival Júnior colocou Diego na vaga de Cuellar. Rodinei também foi a campo no lugar de Pará.

Resultado: pressão do Flamengo em pleno Morumbi. E o prêmio veio justamente com gol de Rodinei, depois de lindo drible de Vitinho em cima de Bruno Peres.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários