Anúncio
Decreto

Governo decreta estado de emergência devido a peste suína em Lagoa do Piauí

Medidas específicas para a contenção e eliminação do agente viral estão sendo tomadas para evitar a disseminação a outras áreas do Estado.

09/04/2019 21h09
Por: Redação
Governador Wellington Dias (Imagem: Divulgação)
Governador Wellington Dias (Imagem: Divulgação)

O Governo do Estado decretou, na segunda-feira (8), estado de emergência zoosanitária no município de Lagoa do Piauí, em função da ocorrência de peste suína clássica. Medidas específicas para a contenção e eliminação do agente viral estão sendo tomadas para evitar a disseminação a outras áreas do Estado.

Dessa forma, ficam interditadas todas as propriedades rurais e outros estabelecimentos com suínos e produtos que representem risco para manutenção ou difusão da doença localizados na área de emergência zoossanitária de onde está proibida a saída de suínos e demais produtos de risco. Já a movimentação de animais e produtos deverá ser regida por normas e procedimentos estabelecidos pela equipe técnica instituída para execução das operações de campo. 

Segundo o veterinário e fiscal agropecuário, Idílio Moura, gerente de defesa sanitária animal da ADAPI, as ações para debelar o foco da peste suína tiveram início no domingo (7). "Além de interdições das propriedades e controle do trânsito de animais, as medidas incluem investigação epidemiológica nas propriedades circunvizinhas e sacrifício sanitário de todos os suínos do foco. Será um processo contínuo que durará cerca de 30 dias ou mais, até ter a certeza de que o vírus foi erradicado", afirma.

Idílio Moura ressalta que a doença é transmitida por um vírus altamente contagioso, mas que afeta somente suínos e javalis, não o ser humano, portanto não há perigo no consumo da carne suína. Ele ainda enfatiza que o prejuízo é econômico por conta do trânsito de animais, uma vez que suínos com esta condição não podem ser comercializados do Piauí para outros estados.

Os animais acometidos com peste suína apresentam os sintomas de febre alta, mortalidade elevada, principalmente entre suínos jovens, manchas avermelhadas no corpo, conjuntivite, diarreia e paralisia dos membros.

Fonte: Com informações da Ascom

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários