SLIDE 1 728x90 - AGOSTO 2019
Projeto de Lei

Senador Ciro Nogueira quer proibir que agências de telemarketing usem robôs para efetuar ligações

As máquinas ligam ao mesmo tempo para vários números diferentes e quando um atende, o restante cai.

10/05/2019 18h01
Por: Redação
Ciro Nogueira (Imagem: Divulgação Ascom)
Ciro Nogueira (Imagem: Divulgação Ascom)

O telefone toca, ligação de um número desconhecido, quando a chamada é atendida, fica muda e depois cai. Essa é a experiência vivenciada por milhares de brasileiros várias vezes ao dia.

A causa é uma prática comum das agências de telemarketing: o uso de robôs para efetuar ligações. As máquinas ligam ao mesmo tempo para vários números diferentes e quando um atende, o restante cai.

Para acabar com essa situação e proteger o consumidor brasileiro desse tipo de prática abusiva por parte das empresas, o senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) apresentou um projeto (PL 2644/2019) que proíbe o uso de robôs e gravações no serviço de abordagem de clientes por meio de ligações telefônicas. Para o senador, esse tipo de ação atrapalha o dia a dia dos brasileiros.

“Além de ser incômodo, esse abuso das empresas atrapalha o trabalho e a rotina das pessoas, que chegam a receber várias ligações no mesmo dia. É um verdadeiro assédio mercadológico”, argumenta.

O senador explica que a legislação atual não regulamenta bem esse tipo de abordagem aos consumidores. A única saída do cidadão é tentar bloquear o número de realiza as chamadas, mas isso é insuficiente, pois são feitas por diversos números diferentes.

“Alguns estados vem buscando mecanismos de coibir o uso indiscriminado dos robôs, mas a melhor forma de proteger o direito dos consumidores é proibirmos esse tipo de ação”, defende Ciro.

Fonte: Ascom

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários