TERIM - TOPO
CANAL 121 - TOPO
MANOS GRÁFICA - TOPO
FUNERÁRIA NOVA VIDA - TOPO
Acidente

Vereador de 39 anos morre após grave acidente na BR-222 no Maranhão

A vítima é um vereador da cidade de Tufilândia/MA

Maranhão

MaranhãoNOTÍCIAS DO ESTADO DO MARANHÃO

10/10/2019 01h40Atualizado há 1 semana
Por: Diogo Costa
Local do acidente / Reprodução
Local do acidente / Reprodução

A Polícia Rodoviária Federal em Santa Inês atendeu na manhã desta quarta-feira, dia 09 de outubro de 2019, um grave acidente que ceifou a vida do condutor de um automóvel Ford/EcoSport. Ele é vereador de Tufilândia, município localizado próximo ao Rio Pindaré, na parte norte do Maranhão.

Por volta das 10h30min, no km 383 da BR-222, município de Pindaré Mirim, um veículo EcoSport, de cor prata, conduzido por Elisvaldo Martins, 39 anos de idade, se deslocava de São Luís para Tufilândia/MA. Em dado momento, o veículo se projetou para a contramão e colidiu na roda traseira de uma caminhonete Toyota Hilux, também de cor prata, que transitava no sentido contrário.

O veículo EcoSport capotou parando em uma cerca 50m após o ponto de colisão. Elisvaldo foi arremessado 25m adiante. De acordo com os PRFs que atenderam a ocorrência, ele não usava o cinto de segurança no momento do acidente. A vítima foi socorrida e levada com vida para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada no hospital.

O condutor da caminhonete não se feriu. Ele se deslocava de Santa Luzia (do Tide) no sentido Santa Inês.

Com base nas evidências, os policiais farão o Boletim de Acidente de Trânsito, onde deverão constar as informações e circunstâncias da ocorrência, inclusive a causa do acidente.

Elisvaldo Martins era vereador pelo PCdoB e tinha 39 anos.

Com informações do Portal C7 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários