MANOS GRÁFICA - TOPO
FUNERÁRIA NOVA VIDA - TOPO
CANAL 121 - TOPO
TERIM - TOPO
Legião Urbana

23 anos sem Renato Russo, conheça a história do fundador da banda Legião urbana

As músicas do artista fazem sucesso até hoje.

11/10/2019 13h19Atualizado há 1 semana
Por: Rafael Gomes
(Imagem: Divulgação)
(Imagem: Divulgação)

No dia 11 de Outubro de 1996, a música, notadamente o rock, perdia um dos seus ícones mais significativos, o cantor e compositor Renato ‘Russo’ Manfredini Júnior, fundador e vocalista da banda Legião Urbana, que fez enorme sucesso nos anos 80. Renato Russo teve papel significativo na efervescência do rock brasileiro durante essa década. Nascido no Rio de Janeiro em 27 de março de 1960, viveu dos 7 aos 10 anos em Nova York, para onde seu pai, funcionário do Banco do Brasil fora transferido a trabalho.

Na volta ao Brasil, aos 13 anos, foi com a família morar em Brasília e esteve, desde a pré-adolescência, envolvido com música. Diagnosticado com uma doença óssea grave ( epifisiólise ) aos 15 anos de idade, teve que se submeter a uma cirurugia e passou vários meses entre a cama e a cadeira de rodas. Foi nesse período que mergulhou de vez na música e começou a compor.

Ainda em recuperação, passou no vestibular de jornalismo no Centro de Ensino Universitário de Brasília. Com seu inglês fluente, Renato passou a lecionar na Cultura Inglesa. Com 18 anos revelou para sua mãe ser bissexual.

Formou a banda Aborto Elétrico, em 1979. Em 82 abandonou o Aborto Elétrico e passou a fazer trabalhos solos. Neste período ficou conhecido como "O Trovador Solitário".

A Legião Urbana surgiu quando Renato se juntou a Marcelo Bonfá, Eduardo Paraná (Hoje conhecido como Kadu Lambach) e Paulo ‘Paulista’ Guimarães, ainda em 1982. Ico-Ouro Preto também tocou guitarra em poucos shows do início da banda. No ano seguinte, Paulista e Paraná deixam a formação original e Dado Villa-Lobos assume a guitarra.

Uma gravação demonstrativa chegava às mãos de executivos da EMI-Odeon, no Rio de Janeiro. Nesta fase, a banda contou com o importante apoio de Herbert Viana, do Paralamas do Sucesso, que tinha sido contratada pela gravadora e já os conhecia e admirava. Assim, a Legião Urbana foi contratada para lançar seu primeiro álbum, que foi produzido em 1984 e lançado nos primeiros dias de 1985. Momentos antes dessa gravação, o músico Renato Rocha, o “Negrete”, passa a integrar a banda como baixista, posto antes ocupado por Renato Russo. A partir dali nasceriam discos marcantes e grandes sucessos.

Depois de se juntar a Marcelo Bonfá, Eduardo Paraná e Paulo Guimarães, Renato Russo formou a banda “Legião Urbana”. Renato Russo já tinha adquirido influências importantes, do cantor Morrissey da banda The Smiths, e de Robert Smith, da banda The Cure. No ano de 1983, Dado Villa-Lobos assumiria a guitarra da banda.

A banda Legião Urbana participou da efervescência do rock brasileiro dos anos 80. Nessa época, as músicas da Legião Urbana eram as mais tocadas e estavam entre as cinco primeiras das paradas. Os álbuns mais importantes desse período foram: “Legião Urbana 2” (1986) e “Quatro Estações"(1989). Entre seus sucessos destacam-se “Será” (1985), “Eduardo e Mônica” (1986), “Que País é Esse” (1987), “Pais e Filhos” (1989). Com a Legião Urbana, Renato lançou sete álbuns até 1996.

Renato Russo iniciou sua carreira solo em 1993, mesmo fazendo parte da Legião Urbana. No ano seguinte lançou "The Stonewall Celebration Concert" (1994), cujo título é uma referência a um bar de Nova Iorque onde, em 1969, gays se rebelaram contra a ação da polícia. Em seguida, lançou o CD “Equilíbrio Distante" (1995), interpretando canções italianas. Depois de sua morte, foi lançado "O Último Solo" (1997).

Renato Russo era dependente de drogas e álcool e algumas vezes esteve internado em uma clínica de reabilitação na tentativa de largar o vício. Em 1989, Renato Russo foi diagnosticado com AIDS, adquirida através de um americano com quem se relacionou por mais tempo..

Renato Russo faleceu no Rio de Janeiro, no dia 11 de outubro de 1996, em consequência de complicações decorrentes da AIDS.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários