CANAL 121 - TOPO
TERIM - TOPO
FUNERÁRIA NOVA VIDA - TOPO
MANOS GRÁFICA - TOPO
Operação

Acusado de assaltar e matar professor dentro de farmácia é preso em Teresina

Outro suspeito, identificado como Carlos André, também acabou preso na mesma ação.

12/10/2019 00h27Atualizado há 1 semana
Por: Redação
Carlos André, à esquerda e Samuel Rodrigues, à direita, acusado do latrocínio
Carlos André, à esquerda e Samuel Rodrigues, à direita, acusado do latrocínio

Um homem identificado como Samuel Rodrigues, acusado do latrocínio contra um professor no município de Açailândia-MA foi preso na manhã desta sexta-feira (11) em uma ação do 4º Distrito Policial em conjunto com o BPRone e a Diretoria de Inteligência da Polícia Militar do Piauí no bairro Santo Antônio, zona sul de Teresina. Outro suspeito, identificado como Carlos André, também acabou preso na mesma ação.

De acordo com o investigador Antônio Carlos, do 4º Distrito Policial de Teresina, os policiais tomaram conhecimento de um arrombamento em uma residência realizado ontem, na Vila Irmã Dulce, e durante levantamentos chegaram até Samuel Rodrigues, apontado como responsável pela ação no imóvel. Durante as buscas, os policiais o prenderam em uma abordagem no KM 07 da BR 316.

“O Samuel tem várias denúncias na região em que ele estava fazendo assaltos a residências e roubando veículos a mão armada. Hoje, por volta das 9 horas, a equipe de investigação do 4º DP, o núcleo de inteligência da PM e o comando do BPRone, fizeram uma diligência nas imediações do KM 07 e se depararam com esse elemento, com a televisão, joias, inclusive, desse roubo ontem na Vila Irmã Dulce, além de uma moto 300 cilindradas”, informou.

Suspeito se passou por vítima

O segundo suspeito, identificado como Carlos André, tentou se passar por vítima dizendo que era dono de um dos aparelhos celulares roubados, que foi encontrado em poder de Samuel Rodrigues, mas acabou sendo autuado por crime de receptação.

“O Samuel ainda reagiu a ação da polícia, mas nós conseguimos prendê-lo e conduzimos até o distrito. O Carlos André, que se dizia vítima, nós tínhamos trazido o celular dele e quando chegamos, soubemos que o celular tinha sido roubado em um arrastão em Altos e agora vai entrar como receptação”, ressaltou.

Segundo o sargento Denis Marciel, do BPRone, os suspeitos usavam a motocicleta roubada para realizar os assaltos. “Eles já estavam utilizando esse veículo roubado para fazerem vários assaltos na região, como já foi constatado o vasto material que estava em posse deles. Eles iriam cometer mais crimes com esse veículo e nós conseguimos tirar esse indivíduo de circulação, que já é um suspeito que tem uma ficha de homicídio, latrocínio e de roubos”, ressaltou.

Latrocínio

Samuel Rodrigues contou como ocorreu o latrocínio em 2017. O suspeito que tinha 16 anos à época do crime, entrou em uma farmácia e durante o assalto acabou tirando a vida de um professor, que estava pagando uma conta no estabelecimento, onde funcionava um correspondente bancário.

“Lá era uma farmácia, ninguém tinha certeza do quanto iria levar, mas era na base de R$ 15 mil. Tive contato com um pessoal daqui de Teresina para ir no furto, só eu e mais dois. O senhor estava na farmácia, tinha ido pagar uma conta e acabou morrendo porque reagiu no assalto”, relatou.

Ainda segundo o acusado, após ser capturado e levado para o Centro Educacional Masculino (CEM), ele conseguiu empreender em fuga na última rebelião ocorrida no mês de agosto deste ano. Ele chegou a assumir também a autoria do arrombamento à residência na Vila Irmã Dulce. “Fugi pulando o muro, na rebelião que teve lá em agosto. Quando estavam jogando pedra nos policiais, eu já tinha vazado (sic). Esses assaltos que aconteceu hoje, fui eu mesmo, entramos na casa e pegamos os pertences”, finalizou Samuel Rodrigues.

Com informações e fotos do GP1

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários