FACULDADE UNOPAR - 04-11-2019
TERIM - TOPO
MANOS GRÁFICA - TOPO
FUNERÁRIA NOVA VIDA - TOPO
CANAL 121 - TOPO
Investigação

Polícia identifica mãe suspeita de matar filho e jogar no caminhão de lixo em São Pedro do Piauí

Foto em rede social ajudou a polícia a identificar mãe suspeita do crime.

01/11/2019 22h57Atualizado há 3 semanas
Por: Diogo Costa
Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

A mãe do recém-nascido encontrado morto em um lixão será indiciada pelo crime de homicídio, informou o delegado Paulo Nogueira, da Delegacia Regional de Água Branca, após a polícia identificar que as roupas embrulhadas no bebê eram as mesmas usadas por ela em fotografias postadas nas redes sociais.

Os catadores encontraram o recém-nascido no dia 30 de setembro deste ano em um lixão na cidade de São Pedro do Piauí e acionaram a Polícia Militar. "Estamos concluindo o inquérito e vamos encaminhar à Justiça indiciando a autora do crime, que já foi identificada e interrogada, pelo crime de homicídio. Quem deu à luz foi quem matou". 

O delegado afirmou que o laudo apontou morte por asfixia. Testemunhas também indicaram a mãe como suspeita, pois ela, antes do ocorrido, já havia declaro que não queria a criança. A mãe já possui outro filho e em depoimento ao delegado ressaltou que o pai do recém-nascido também não o queria. 

"Houve reconhecimento das roupas. Ela postou fotos na rede social Facebook com a mesma roupa encontrada enrolada no bebê. Ela não negou e disse que a criança já nasceu morta. Relatou que ficou desesperada, massageou para reanimar, mas não teve jeito. Então, limpou, envolveu na roupa que ela tinha colocou em uma caixa e aguardou o caminhão de lixo passar", disse o delegado. 

Paulo Nogueira acrescentou que as testemunhas ouvidas alegaram que ela não fez o pré-natal, que é o acompanhamento destinado à saúde da gestante e do bebê durante o período gestacional. 

"As provas as testemunhas ouvidas apontam a autora. Testemunhas mencionaram que quando ela estava grávida havia dito que não tinha como ficar com a criança, mas não deixou claro que iria matá-la. A perícia diz que ela (a criança) nasceu com vida e morreu por asfixia".

 

MATÉRIA RELACIONADA:

Feto humano é encontrado no aterro sanitário em São Pedro do Piauí

Com informações do Cidade Verde

2comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários