TERIM - TOPO
MANOS GRÁFICA - TOPO
CANAL 121 - TOPO
FUNERÁRIA NOVA VIDA - TOPO
FACULDADE UNOPAR - 04-11-2019
Emprego e renda

Em reunião em Água Branca, Câmara de Comércio do Mercosul garante R$ 60 milhões em investimentos no Médio Parnaíba

Após a reunião, a equipe do Mercosul visitou o local, onde, possivelmente, serão instalados Cilos de Armazenamento.

02/12/2019 15h40Atualizado há 3 dias
Por: Redação

O prefeito de Água Branca Jonas Moura se reuniu, na última quinta-feira (28), na sede da Prefeitura, com o presidente da Câmara de Comércio do Mercosul, Miguel Lujan Paleta, representantes e empresários do sul do país que irão fazer estudos na região para implantar empresas e gerar emprego e renda à população. Na oportunidade, os representantes da Câmara definiram um investimento inicial de R$ 60 milhões na região do Médio Parnaíba.

“O motivo da visita foi mostrar aos empresários as potencialidades do município para firmar parceria de investimentos que serão desenvolvidos na região do Médio Parnaíba. Quero agradecer a presença do presidente Miguel Lujan Paleta e de todos que estiveram conosco nessa reunião”, diz o prefeito Jonas Moura.

Neusa Macedo, que é presidente da Câmara do Mercosul no Piauí, participou do encontro e fala os trabalhos no município de Água Branca. “A Câmara do Mercosul traz para o Piauí oportunidade e crescimento. Esse projeto abraçado pelo prefeito Jonas Moura vai agregar desenvolvimento econômico e gerar emprego na região de Água Branca”, afirma.

Após a reunião, a equipe do Mercosul visitou o local, onde, possivelmente, serão instalados Cilos de Armazenamento. O diretor-executivo do Mercosul de Curitiba-PR, Fábio Monselini, comenta sobre o potencial agrícola do Médio Parnaíba.

“O estado já é o terceiro produtor de Soja do Nordeste. Então, precisamos escoar toda essa mercadoria e melhorar o valor na Bolsa. Vamos armazenar e, no melhor momento, fazer as vendas. A nossa visão é mais ampla e toda região precisa de uma estrutura adequada. Por isso, estamos, neste primeiro momento, vamos definir um investimento inicial de R$ 60 milhões. Nos próximos anos, vamos desenvolver adubos, grãos e toda uma cooperativa no agronegócio, somando posteriormente um total de R$ 300 milhões”, ressalta.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários