Quarta, 08 de Julho de 2020
86 9.9458-5206
Política & Economia Retomada da Economia

Prefeitura de Teresina confirma retomada da economia e lista o que vai reabrir

Nesta terça-feira (30), o prefeito Firmino Filho deve publicar o decreto de isolamento impondo medidas mais rígidas a serem aplicadas entre os dias 2 e 5 de julho, que vem sendo chamado de 'lockdown parcial'.

29/06/2020 18h37 Atualizada há 1 semana
Por: Redação
Firmino Filho (Imagem: Divulgação)
Firmino Filho (Imagem: Divulgação)

O professor Washington Bonfim, membro do Comitê Gestor de Medidas para Enfrentamento da Pandemia Coronavírus-COVID-19, da prefeitura de Teresina, apresentou na tarde desta segunda-feira (29/06), junto com o prefeito Firmino Filho, o cronograma proposto para primeira fase de reabertura das atividades econômicas.

Nesta primeira etapa, prevista para iniciar em 6 de julho, as empresas irão reabrir com 50% da força operacional, quatro dias por semana e com turno único, respeitando limite de ocupação máxima do espaço de atendimento ao público (1 pessoa/4m²).

Elas precisarão atender ao Decreto 19.854/2020 do município, que obriga a testagem de funcionários, além de apresentar um Plano de Segurança, que ficará disponível para fiscalização. As empresas terão ainda de respeitar os protocolos sanitários do Estado, do município ou específico para o setor.

O cronograma será apresentado ao Centro de Operações em Emergência (COE) da Fundação Municipal de Saúde, ainda sujeito à aprovação. Sua concretização depende também da estabilização dos índices de transmissão do novo coronavírus e do sucesso das medidas de promoção ao isolamento social adotadas pela prefeitura. 

Sobre o controle do horário de abertura e fechamento dos negócios, a ideia é, segundo Bonfim, "distribuir melhor o funcionamento da cidade, especificamente levando em conta a demanda de transporte que precisa ser equacionada", tentando evitar a lotação nos ônibus.

Em conversa com jornalistas, por meio de videoconferência, Bonfim explicou que não há como acelerar o processo de retomada, até mesmo pela dinâmica da infecção causada pelo Covid-19, que a cada 14 dias precisa ser reavaliada, levando em conta a segurança do trabalhador, do cliente e da população de uma maneira geral. “Não há como acelerar as fase. É preciso a que a gente fique atento ao impacto destas aberturas”, reforça. 

Novas restrições no fim de semana

Já nesta terça-feira (30), o prefeito Firmino Filho deve publicar o decreto de isolamento impondo medidas mais rígidas a serem aplicadas entre os dias 2 e 5 de julho, que vem sendo chamado de 'lockdown parcial'. A medida, no último fim de semana, garantiu índice de 56% de isolamento, comemorado pelo prefeito, mesmo com a resistência do setor de supermercados que entrou na Justiça contra o fechamento.

"Um setor que não parou, que nunca faturou tanto na história, se rebelou por um dia fechado", comentou Firmino.

Ele voltou a dizer que os indícios são de que em Teresina a epidemia está em seu pico, dentro do período de estabilização, e que já nas próximas semanas pode ter seu movimento de 'descida'. Portanto, o momento é de prudência, alerta.

"Ao descer uma ladeira, ao mesmo tempo tem que colocar o pé no freio e a mão no freio de mão. Como se estivéssemos descendo a serra. Fazer com segurança, para que não tenhamos uma eventual novidade em que a gente seja forçado a segurar [a retomada]", pontuou.

Com informações do 180Graus

Ele1 - Criar site de notícias