MANOS GRÁFICA - TOPO
FUNERÁRIA NOVA VIDA - TOPO
JOGOS - POSIÇÃO TOPO - LINK DIRECIONADO
TERIM - TOPO
CANAL 121 - TOPO
Correios

Correios do PI adere a greve nacional e reduz entrega de encomendas

Paralisação ocorre nos setores operacional e de entrega e postagem de encomendas. Movimento segue por tempo indeterminado

Notícias do Norte do Piauí

Notícias do Norte do PiauíColunista da Região Norte do Piauí

11/09/2019 12h45Atualizado há 2 semanas
Por: Sebastião Silva Neto-Jornalista MTE/DRT-0002001/PI
Correios do Piauí aderiu à greve nacional da categoria e entrega de encomendas ficará reduzida - Foto: O Dia
Correios do Piauí aderiu à greve nacional da categoria e entrega de encomendas ficará reduzida - Foto: O Dia

Quem espera receber encomendas nos próximos dias aqui no Piauí poderá ter um pouco de dificuldade para conseguir tem seu objeto ou bem em mãos. É que os funcionários dos Correios do Estado aderiram, nesta quarta-feira (11) à greve nacional dos funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Com isso, serviços de postagem e entrega ficarão reduzidos por tempo indeterminado.

A principal reivindicação da categoria é contra o que chamas de precarização dos Correios. “O governo federal tem precarizado o funcionamento da empresa e coloca isso como justificativa para a privatização, alegando que sustentar os Correios é inviável. Nós sabemos que não é bem assim. É um serviço essencial à população, tem um papel social muito grande, principalmente nas cidades do interior, e não pode ser passado para a iniciativa privada assim”, explicou Edilson.

Outro ponto que, segundo ele, tem causado insatisfação na categoria e levou à deflagração da greve, diz respeito à questão salarial. O presidente do sindicato comenta que o último aumento de salário realmente favorável que os funcionários dos Correios tiveram aconteceu em 2004. De lá para, conforme ela afirma, “houve apenas arrocho”.

“Perdemos nosso poder de compra desde 2017, quando foi cortado dos nossos benefícios o plano de saúde. Nossa reposição salarial, ela não existe. Tivemos um aumento de 2,25% no ano passado, esse ano o índice inflacionário está passando dos 3,50% e a empresa ofereceu um reajuste de menos de 1%, ou seja, abaixo da inflação. Não tem ganho real”, disse o representante da categoria.

Além do Piauí, outros 36 sindicatos representantes dos trabalhadores dos Correios espalhados pelo Brasil também aderiram à greve por tempo indeterminado. No final da tarde de hoje, os funcionários da empresa aqui vão se reunir em assembleia para deliberar os rumos do movimento. A expectativa é que o movimento comece tímido, mas cresça em adesão por parte dos trabalhadores com o passar dos dias.

 Com informações do Portal O Dia

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários