TERIM - TOPO
BANNER DA INTERNET - SÃO GONÇALO 2
GR GÁS E ÁGUA - SÃO GONÇALO DO PIAUÍ - GASPAR
MANOS GRÁFICA - TOPO
TJR - AUTO PEÇAS - TERESINA PIAUÍ
CALÇADEIRA PÉ QUENTE
CANAL 121 - TOPO
RC MOTOS - BARRO DURO - REGIS
FUNERÁRIA NOVA VIDA - TOPO
BANNER DA INTERNET - SÃO GONÇALO 1
Julgamento

Audiência de um dos acusados pela morte do professor Landel é marcada por protestos em São Pedro do Piauí

A audiência de instrução e julgamento de um dos acusados aconteceu na manhã desta terça-feira. O crime contra o professor Landel Lima Franklin aconteceu na noite do dia 26 de setembro de 2017

21/08/2018 22h13Atualizado há 6 meses
Por: Redação
Centenas de pessoas se manifestaram em frente ao fórum
Centenas de pessoas se manifestaram em frente ao fórum

Na manhã desta terça-feira (21/08) aconteceu, precedida de uma grande caminhada e manifestação com a presença de centenas de pessoas, a audiência de instrução e julgamento de um dos acusados pela morte do professor Landel Lima Franklin, morto após sair da escola onde ministrava aulas na modalidade PRONATEC, Unidade Escolar Landrí Sales, Alex Santana da Silva. A tentativa de latrocínio que vitimou Landel aconteceu na noite de 26 de Setembro de 2017, quando dois homens em uma moto o perseguiram e atiraram no professor a cerca de 500 metros de sua residência. Nada foi roubado.

Alex foi preso em 31 de Outubro de 2017 na localidade Aumesca, a cerca de 30km na zona rural da Cidade de Parnarama no Maranhão, onde o mesmo em depoimento confessou o crime e deu detalhes da ação que culminou na morte do jovem professor.

Durante a audiência foram ouvidas seis testemunhas arroladas pelo ministério público, além do réu no processo. Entre as testemunhas, dois motoristas de ônibus que passavam pelo local no momento do crime, dois amigos da vítima que o encontraram baleado na estrada, o irmão de Landel, Aldo Franklin, que o socorreu, e a senhora Elvina, que teria conversado com o acusado, horas depois do crime, segundo ela mesma testemunhou.

Alguns pontos importantes dos depoimentos foram os relatos que indicaram Alex como suspeito, como as sandálias modelo Kenner de cor laranja que o mesmo teria deixado cair no local do crime, com as quais a testemunha Elvina teria o visto usando-as poucos dias antes do ocorrido, além também da camiseta que ele estaria vestido, também reconhecida pela mesma.

A senhora relatou que durante a madrugada após o crime, Alex chegou em sua casa como carona em uma moto, onde ela dormia na parte externa, e o viu descalço, com a roupa suja de barro e sangue, nervoso e afirmando ter trocado tiros, sem dar mais detalhes. Relatos que o acusado negou ao depor na audiência.

O réu afirmou não estar na cidade no dia do assassinato, pois segundo ele, estava em Parnarama-MA havia cerca de três semanas, e que só soube da morte de Landel ao ser levado à delegacia, afirmou ainda só conhecer Landel de vista, e que nunca usou sandália Kenner, “só uso havaianas” disse ele.

A sentença para o acusado será dada pelo juiz após as alegações finais que devem ser apresentadas pela defesa e acusação num prazo de cinco dias após a audiência. O caso não irá a júri popular, uma vez que se tratou de uma tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte).

A audiência para instrução e julgamento do segundo acusado, Mauro, está marcada para o mês de Setembro. O mesmo encontra-se foragido.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Jovem é morto com um tiro na cabeça em tentativa de assalto em São Pedro do Piauí

Escola convoca comunidade para a caminhada 'Muitas vozes por Landel Franklin'

Prefeito Júnior Bill faz apelo ao estado após morte de jovem em São Pedro do Piauí

Caminhada contra violência reúne cerca de 7 mil pessoas após morte de professor em São Pedro do Piauí

Preso homem acusado de atirar no professor Landel em São Pedro do PI

Imagens: Star Drone (Manu Eduan)